Mãe de ex-ministra Erenice Guerra morre em Brasília

O advogado de Erenice, Mário Oliveira Filho, disse que a ex-ministra está “arrasada”

A mãe da ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra, Raimunda Carvalho, morreu na manhã desta quinta-feira (18) aos 81 anos, em Brasília. Ela sofria de problemas cardíacos e se recuperava de uma cirurgia no coração. A mãe da ex-ministra estava internada e sofreu uma parada cardíaca na noite desta quarta-feira (17) por volta das 22h.

O advogado de Erenice, Mário Oliveira Filho, disse que a ex-ministra está ?arrasada?. A ex-ministra acompanhou todo o velório, que ocorreu na capela do cemitério de Taguatinga, região administrativa de Brasília. O corpo foi sepultado às 17h30. Segundo a administração do cemitério, cerca de 60 pessoas acompanharam o enterro.

Erenice deixou o cargo no dia 16 de setembro, após ter sido envolvida em denúncias de tráfico de influência na Casa Civil. Saulo e Israel Guerra, filhos da ex-ministra, teriam utilizado a influência da mãe na Casa Civil para facilitar a negociação de contratos públicos com empresas privadas, segundo reportagens da revista "Veja". Por meio de advogados, a ex-ministra e os filhos dela negaram envolvimento com irregularidades.

Na última terça-feira (16), uma portaria publicada no "Diário Oficial da União" determinou que a comissão instaurada para investigar o suposto envolvimento da ex-ministra em tráfico de influência no órgão terá 20 dias para a conclusão dos trabalhos.

Fonte: g1, www.g1.com.br