Mais de 20 membros do alto escalão do governo estadual e municipal deixarão cargos

Governadores, prefeitos e secretários tem até o dia 2 de abril para deixar os cargos e poder disputar um cargo nas eleições de outubro

Governadores, prefeitos e secretários tem até o dia 2 de abril para deixar os cargos e poder disputar um cargo nas eleições de outubro. Com a proximidade da data, alguns gestores já se apressaram e já se desincompatibilizaram dos cargos. Até a próxima sexta-feira, 2, pelo menos 21 membros do alto escalão do Governo do Estado e da Prefeitura de Teresina deixarão os cargos para viabilizar suas candidaturas.

O primeiro a deixar o cargo foi o secretário Firmino Filho (PSDB), que deixou a direção da Fundação Municipal de Saúde (FMS) para se candidatar a deputado estadual. Somente na Prefeitura de Teresina, pelo menos oito secretários planejam deixar o cargo, alguns deles motivados pela disputa eleitoral, outros que deverão sair para coordenar a campanha do prefeito Sílvio Mendes (PSDB) caso o mesmo opte por lançar sua candidatura rumo ao Governo do Estado. Nessa lista de coordenadores entra nome dos secretários Felipe Mendes (Finanças), Washington Bonfim (Educação) e Charles Silveira (Governo).

Os demais (Freitas Neto, Nonato Pereira, Marcos Elvas) deverão pleitear vagas na Assembléia Legislativa. No Governo do Estado, a situação se repete. Pelo menos 13 secretários estaduais deverão deixar seus cargos. Dentre eles: Kléber Eulálio (Governo), Fernando Monteiro (Defesa Civil), Roberth Rios (Segurança), Hélio Isaías (Trabalho e Empreendedorismo), Flávio Nogueira (Cidades), Antônio José Medeiros (Educação), Jesus Rodrigues (Detran), Francisco Guedes (Emater), Marcelino Fonteles (ADH), Merlong Solano (Agespisa), Assis Carvalho (Saúde) e Vicente Sobrinho (Fundespi) e Roberto John (superintendente de representação do Piauí em Brasília)

A ?dança das cadeiras? deverá acontecer também na Assembléia Legislativa. Os deputados estaduais Fábio Novo (PT) e Tererê (PSDB), por exemplo, devem deixar a Alepi. Alguns dos parlamentares estaduais que estão secretários de Estado, deverão ocupar seus mandatos: Robert Rios, Flávio Nogueira, Hélio Isaías, Kleber Eulálio, Fernando Monteiro, Luciano Nunes. Enquanto que o deputado federal Elizeu Aguiar (PTB), deverá deixar o cargo, reassumindo o secretário e deputado federal Antônio José Medeiros. (M.M)

Fonte: Mayara Martins