São transferidos para MG outros três condenados do mensalão

São transferidos para MG outros três condenados do mensalão

O outro condenado na Ação Penal 470, Vinícius Samarane, teve a troca de presídio autorizada no dia seguinte.

O ex-deputado Romeu Queiroz e dois ex-dirigentes do Banco Rural Vinícius Samarane e José Roberto Salgado, condenados no processo do mensalão, foram transferidos nesta segunda-feira para Belo Horizonte. A informação foi confirmada pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), responsável pelo transporte dos presos. Eles chegaram em Belo Horizonte às 11h30. A viagem foi em dois voos comerciais. De acordo com a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), assim que for passado para a tutela do Estado, o ex-deputado será levado para o Complexo Penitenciário José Maria Alckmin, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana. Já Vinicius Samarane e José Roberto Salgado vão cumprir pena na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem. A transferência foi autorizada pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa.

Presos desde novembro no complexo penitenciário da Papuda, no Distrito Federal, os três réus pediram remoção para estabelecimentos prisionais de Minas Gerais para ficarem perto de onde vivem suas famílias. Queiroz e Roberto Salgado tiveram o pedido de transferência deferidos na quarta-feira da semana passada. O outro condenado na Ação Penal 470, Vinícius Samarane, teve a troca de presídio autorizada no dia seguinte.

Penas

O ex-deputado Romeu Queiroz foi condenado por lavagem de dinheiro e corrupção passiva a uma pena de 6 anos e 6 meses de prisão, mais pagamento de multa no valor de R$ 858 mil. Samarane foi condenado a oito anos e nove meses de prisão pelos crimes de gestão fraudulenta e lavagem de dinheiro. Roberto Salgado teve pena de 16 anos e 8 meses de prisão mais o pagamento de multa de R$ 1 milhão pelos crimes de formação de quadrilha, lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta, evasão de divisas.

Outras tranferências

O presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, já havia autorizado a mudança de presídio para as duas mulheres condenadas no mensalão, Katia Rabello, ex-presidente do Banco Rural, e Simone Vasconcellos, ex-funcionária da agência de publicidade SMP&B. Elas desembarcaram no início do mês em Belo Horizonte. Katia e Simone foram presas por envolvimento no esquema do mensalão e estavam cumprindo pena na Penitenciária Feminina da Colmeia, no Distrito Federal.

Fonte: EM