Malafaia não tem apoio de bancada evangélica no caso "Boticário"

Feliciano diz que bancada evangélica não se envolveu na polêmica

Image title

Silas Malaia não deverá ter apoio político dos evangélicos relacionado ao "boicote"  contra o Boticário pedido pelo pastor, já que os seus correligionários de bancada acham que ele deu um "tiro no pé" com esse pedido.

O deputado Marcos Feliciano (PSC) é um dos que não concorda e não apoia o "boicote" e diz que a atitude de Malafaia foi uma ação isolada e que, apesar de respeitar, a bancada não seu envolveu na polêmica.

Feliciano ainda destaca que a campanha do Boticário não apresentou nada demais, apenas "pessoas normais que existem" e enfatiza que Malafaia concedeu muniçao ao pessoal com a sua atitude.

Silas Malafia publicou um vídeo onde conclama a população para o "boicote"e afirma que tem o direito de defender macho e fêmea por ser essa a história da civilização humana.

Marcos Feliciano relata que ele foi que acabou sendo bode expiatório pois o seu site foi hackeado no domingo e quem tentou acessar recebeu uma foto de Jesus Cristo negro sobre o fundo de um arco-íris, além de tocar uma paródia da música "I Will Survive". Na colagem da foto Jesus tinha a cabeça de Carlton Banks, personagem da série de TV "The Fresch Prince Of Bel-Air", interpretado pelo ator Alfonso Ribeiro.

Apesar de "inocentar"o Boticário, em momento anterior Feliciano fez algo semelhante com a empresa Natura que é anunciante da novela Babilônia que para ele atenta contra a família brasileira por incluir um casal lésbicas na novela interpretada por Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg.

Fonte: Com informações do UOL