Manifestantes fecham vias em protesto contra impeachment de Dilma

O reflexo do protesto criou um grande congestionamento.

Na manhã desta sexta-feira (15), as principais vias da cidade de São Paulo foram bloqueadas por manifestações contra o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Segundo dados, a Marginal Tietê chegou a ficar totalmente fechada depois das 08h próximo à Ponte do Tatuapé e só foi liberada cerca de 50 minutos depois.

De acordo com dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), no momento da interrupção foram registrados 5km de congestionamento. O reflexo do protesto também era sentido na Rodovia Ayrton Senna onde os motoristas tiveram que enfrentar 7km de congestionamento.

Também houve manifestações no Viaduto do Chá, no Centro de São Paulo e na avenida Paulista. Às 09h, grande parte das pessoas ainda se mantinham presentes na Paulista. Na Imigrantes, integrantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) fecharam o km 15, na região de Diadema. O ato começou por volta das 6h45 e foi encerrado por volta das 8h, de acordo com a concessionária Ecovias. Os motoristas enfrentavam 5 km de congestionamento no horário, do km 16 ao km 21.

Manifestantes em São Paulo (Crédito: Reprodução)
Manifestantes em São Paulo (Crédito: Reprodução)

Manifestantes em São Paulo (Crédito: Reprodução)
Manifestantes em São Paulo (Crédito: Reprodução)

Fonte: Com informações do G1