"Mão Santa anuncia decisão de deixar o PMDB", diz Folha

O senador afirmou que o PMDB do Piauí foi "cooptado" pelo PT. Mão Santa disse ainda que está negociando com a direção do PPS o ingresso no partido

O terceiro secretário do Senado, Mão Santa (PMDB-PI), afirmou nesta quinta-feira que pretende sair do PMDB porque tem se sentido "capado" pela legenda. Mão Santa disse que o motivo do desembarque são as divergências com a cúpula regional do partido. O peemedebista disse que tem sido ameaçado de ficar sem legenda para disputar a reeleição para o Senado em 2010.

O senador afirmou que o PMDB do Piauí foi "cooptado" pelo PT. Mão Santa disse ainda que está negociando com a direção do PPS o ingresso no partido. "Minha candidatura corre perigo. Mas jamais vou entregar a minha cabeça àqueles energúmenos que dominam o PMDB estadual e que só pensam em interesses pessoais. Estou me sentindo capado", disse.

Mão Santa só deve oficializar a saída depois de uma consulta à Justiça Eleitoral. Para ser candidato por outro partido, ele teria que pedir ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para mudar de legenda até o próximo dia 3 de outubro. Se ele mudar de legenda sem o aval do TSE, ele corre o risco de perder o último ano de mandato.

Conhecido pelos longos pronunciamentos realizados quase diariamente no plenário do Senado, Mão Santa fez em abril o milésimo discurso na Casa Legislativa desde que assumiu o mandato, em 2003.

Médico de formação, Mão Santa tem como hábito discursar no plenário do Senado praticamente todos os dias da semana. O parlamentar é sempre um dos primeiros a chegar ao plenário para garantir a abertura das sessões. Mesmo quando não há votações, Mão Santa ocupa a tribuna para fazer grandes discursos que têm como temas recorrentes o Piauí e a literatura.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br