Mão Santa cobra votação do fim do fator previdenciário e reajuste para aposentados

O parlamentar lembrou a mobilização realizada no ano passado para que o presidente da Câmara Michel Temer (PMDB) colocasse os projetos em pauta.

O senador Mão Santa (PSC) voltou a cobrar no plenário do Senador Federal a votação dos vetos do presidente ao reajuste do benefício dos aposentados e o fim do fator previdenciário. O parlamentar lembrou a mobilização realizada no ano passado para que o presidente da Câmara Michel Temer (PMDB) colocasse os projetos em pauta. Na ocasião os senadores, atendendo o apelo de Pedro Simon fizeram uma vigília, com revezamento de pronunciamentos na defesa dos aposentados.

?O acordo surgiu em março. Era para votar. Aquilo era setembro, era outubro, era novembro, dezembro. A esperança do Natal. A esperança de que Cristo entrasse no coração daquela gente. A mentira, janeiro, o carnaval, março. Vem aí, Pedro Simon, vamos pegar com Maria, para interceder, Maria, Nossa Senhora, nessa gente, são muitos aloprados. Michel Temer, você não teme uma desgraça essa afronta, essa mentira, enganar os pobres velhinhos??, indaga Mão Santa.

O parlamentar parnaibano comentou ainda as pesquisas que aferem uma avaliação positiva do governo do PT. Lembrou que atribuiu no passado o título de ?Instituto para Otário Perdedor? ao Instituto Amostragem, que segundo Mão Santa ?sai o resultado que o cliente paga para sair?, portanto, seria a mentira, a corrupção e a incompetêcia, o tripé que sustenta o governo, uma vez que a palavra dada aos velinhos e aposentados não foi cumprida.

?E nós, que somos trabalhadores e que vamos nos aposentar, a continuar essa luta que tem um único sentido: resgatar a humilhação, a enganação, a embromação que o Governo brasileiro está fazendo com eles. O PSC, então, é o segundo Partido que se apresenta e espero que, com os outros, vamos nos unir e vamos apagar para sempre com essa nódoa, com essa vergonha que existe no nosso País. Não acreditamos nesses números, Luiz Inácio. Acreditamos, sim, e estaremos aqui para aplaudir se Vossa Excelência mostrar sensibilidade. Até agora, esse Governo que aí está é garantido pelo tripé da mentira, da corrupção e da incompetência?, finaliza.

Fonte: Ascom