Mão Santa defende emenda do pré-sal aprovada na Câmara

Mão Santa aproveitou seu discurso para conclamar os demais senadores a não perder o atual momento

O senador Mão Santa (PSC) se manifestou sobre a apreciação do projeto de distribuição dos royalties do pré-sal no Senado. Ele defendeu a forma de partilha aprovada na Câmara Federal e justificou que a emenda dos deputados Ibsen Pinheiro, Humberto Souto e Marcelo Castro irá diminuir as desigualdades regionais do Brasil.

No entanto, o parlamentar prevê que devem ocorrer modificações no texto enviado ao Senado Federal, como uma proposta que fixa parte dos recursos a setores como seguridade social e segurança.

Mão Santa aproveitou seu discurso para conclamar os demais senadores a não perder o atual momento, considerado por ele como o ideal para distribuição de riqueza, melhorando a qualidade de vida do povo do nordeste e norte do país. Ele também aproveitou para elogiar o trabalho do seu ex-correligionário, deputado federal Marcelo Castro, que mobilizou a classe política nacional a favor da divisão de riquezas.

?Eu não poderia deixar de advertir o Congresso, principalmente o Senado, sobre essa oportunidade que temos de diminuir essas desigualdades, o que é uma exigência da Constituição?, declarou o parlamentar que criticou o pedido de urgência alegando a necessidade de extrema discussão pela importância que a matéria representa para o futuro do país.

O senador piauiense também convocou os correligionários do Partido Social Cristão, a qual pertence, a defender a proposta. Para isso, ele lembrou a filosofia do seu partido. ?A filosofia do nosso partido é dividir o pão, não é? Então vamos defender essa proposta?, afirmou.

Fonte: Ascom