Mão Santa lembra Dia Mundial da Saúde e condena tabela do SUS

O senador afirmou que a assistência pública no setor só é boa para quem possui dinheiro e pode pagar plano particular.

O Dia Mundial da Saúde, comemorado em 07de abril, foi lembrado pelo senador Mão Santa na sessão dessa quarta-feira no Senado Federal, através de uma referência aos avanços que o setor conquistou no Brasil. Mão Santa aproveitou para criticar a tabela de pagamento do SUS aos profissionais da saúde e afirmou que a assistência pública no setor só é boa para quem possui dinheiro e pode pagar plano particular.

?Hoje, o valor de uma consulta é R$ 2,50; as especializadas de alta resolutividade é R$ 10. Um raio X é pouco mais de R$ 6. Existe a despesa do filme, do maquinário, do médico radiologista, etc. Então, a saúde está muito boa no nosso Brasil para quem tem dinheiro, para quem tem plano de saúde; para quem não tem, não está bem?, esclareceu o senador.

Segundo o parlamentar, o avanço na ciência é uma realidade no Brasil, mas o projeto do Sistema Único de Saúde, idealizado no Governo Sarney, foi um marco no assistencialismo dos mais pobres. Mão Santa considerou o SUS o programa mais bonito da federação, se fosse realizado como está no papel, mas da forma atual, ele acredita que a população acaba sendo prejudicada.

O parlamentar, que é médico, afirmou que o ex-ministro José Serra foi um dos melhores do país, principalmente devido ao trabalho contra a AIDS, que acabou com o pavor instalado na sociedade à época.

O Dia Mundial da Saúde foi criado pela ONU depois da guerra por considerar a saúde um direito universal. Pela Organização Mundial de Saúde, saúde não é apenas ausência de doença ou enfermidade, mas é o mais completo bem-estar físico, mental e social.

Fonte: Ascom