Marcos Valério aponta Lula como "chefe" do mensalão, diz revista

A revista informa que a reportagem foi feita com base em revelações de parentes, amigos e associados de Valério

O empresário Marcos Valério está dizendo a interlocutores que o ex-presidente Lula (PT) era o "chefe" do mensalão, segundo reportagem da revista "Veja" desta semana.

O STF (Supremo Tribunal Federal) já condenou Valério, considerado operador do mensalão, por lavagem de dinheiro, corrupção ativa e peculato (desvio de dinheiro) no processo do mensalão. Valério ainda precisa ser julgado por evasão de divisas.

A revista informa que a reportagem foi feita com base em revelações de parentes, amigos e associados de Valério.

"Não podem condenar apenas os mequetrefes. Só não sobrou para Lula porque eu, o Delúbio [Soares, ex-tesoureiro do PT] e o Zé [Dirceu, ex-ministro] não falamos", teria dito Valério em Belo Horizonte.

Valério teria afirmado que o montante que abasteceu o mensalão foi muito maior que os R$ 55 milhões apontados pelo Ministério Público Federal. Segundo ele, R$ 350 milhões passaram pelo esquema. A entrada e saída de dinheiro estariam registradas num livro guardado a sete chaves por Delúbio.

Ainda, de acordo com a revista, Valério teria afirmado que Lula seria o fiador das operações que abasteceram o esquema. E que Dirceu era o braço direito de Lula, "um braço que comandava".

A contabilidade do esquema estaria sob responsabilidade de Delúbio. Segundo "Veja", Valério teria dito que Delúbio "também definia os nomes dos políticos que deveriam receber os pagamentos determinados pela cúpula do PT, com o aval de Dirceu".

O advogado de Marcos Valério, Marcelo Leonardo, disse que não negaria nem confirmaria o teor das declarações publicadas pela revista "Veja". Ele negou que seu cliente tenha dado uma entrevista à revista.

Fonte: Folha.com