Marcos Valério diz a pessoas próximas que fará novas acusações

Marcos Valério diz a pessoas próximas que fará novas acusações

Em depoimento dado à Procuradoria-Geral em setembro, o empresário acusou o ex-presidente Lula de ter sido beneficiado pelo esquema

O operador financeiro do mensalão, Marcos Valério Fernandes de Souza, pretende fazer novas acusações ao Ministério Público, segundo pessoas próximas.

Apuramos que a estratégia do empresário --condenado a mais de 40 anos de prisão pelo Supremo Tribunal Federal-- é fazer com que a Procuradoria-Geral da República o torne um colaborador, a exemplo do tratamento dado ao presidente nacional do PTB e delator do esquema, Roberto Jefferson.

Integrantes do STF e do Ministério Público, entretanto, já disseram que possíveis revelações feitas pelo empresário a essa altura do julgamento não são suficientes para reduzir sua pena.

Em depoimento dado à Procuradoria-Geral em setembro, o empresário acusou o ex-presidente Lula de ter sido beneficiado pelo esquema.

Alvo de ataques do PT desde que o teor da fala foi divulgado pelo jornal "O Estado de S. Paulo", Valério responsabilizou ontem a Procuradoria pelo vazamento de seu conteúdo. "Quem passou foi a procuradoria. Saiu por lá", afirmou.

Abordado no estacionamento do prédio onde vive em Belo Horizonte, Valério se recusou a comentar o depoimento: "Perguntem à Procuradoria. Ela é que tem que falar", afirmou.

Atualmente, o empresário vive sozinho num apartamento que se limita a um quarto e um banheiro. Não há cozinha ou sala de estar.

As instalações são simples e destoam da mansão em que vivia com a mulher, Renilda Santiago, de quem está separado desde setembro.

De camisa azul, calça jeans e tênis, Valério se irritou ao ser abordado. Nervoso, chegou a descer do Mitsubishi que dirigia e tentou tirar o aparelho celular usado pela reportagem na tentativa de registrar sua imagem.

Fonte: Folha