Marden e Dr. Pinto trocam acusacões na AL

Dr. Pinto iniciou a fala repetindo o discurso sobre a condenação do prefeito de Piripiri, médico Luiz Menezes

Munido de documentos, além de recortes de jornais e páginas de portais da internet, o deputado estadual José Pinto de Mesquita, o ?Dr. Pinto?, do PDT, retornou à tribuna da Assembléia Legislativa para reclamar que, ontem (22), no instante em que o deputado Marden Menezes (PSDB) o atacava da tribuna, o prefeito de Piripiri, Luiz Menezes, fazia as mesmas acusações na FM do município.

Dr. Pinto iniciou a fala repetindo o discurso sobre a condenação do prefeito de Piripiri, médico Luiz Menezes, pelo Tribunal Regional Federal da 1ª. Região, que acatou denúncia de improbidade administrativa feita pelo Ministério Público Federal de desvio de recurso do Fundef pela prefeitura.

Segundo o deputado, Piripiri estava sem asfalto e ele conseguiu 4 km de rodovias para a Game leira, que foi feito duas vezes. ?Consegui o asfalto para Domingos Mourão, que está sendo executado. Consegui R$ 1 milhão para o calçamento de Caldeirão e São Luis. Consegui asfalto para Piripiri a Sete Cidades (Piracurura) passando por seis assentamentos. A universidade aberta para Piracuruca e Piripiri, conseguiu os pontilhões para o povoado Furnas. A licitação para Caldeirão vai ser em agora em março. Consegui o abastecimento de água de Satisfeito I e II e Sertão de Dentro. Um poço com reservatório de 30 mil litros para Furnas. São muitas as obras?, relacionou.

Sobre a acusação de que assinou declaração falsa de doação da casa construída pela ADH com recursos federais, Dr Pinto disse que doou o terreno, ?não deu casa?.

Já o deputado Marden Menezes (PSDB) levantou suspeita de que os imóveis doados pelo seu colega José Pinto (PDT), no ano de 2009, em Piripiri, não constem de sua declaração do Importo de Renda.

Ao responder ao pronunciamento em que o colega afirmara ter doado vários terrenos, e não casas, Luís Meneses considerou a fala de José Pinto a confissão de um crime, ainda mais por ele ter dito, em várias ocasiões, que sempre foi uma pessoa pobre.

O deputado Themístocles Filho, que havia deixado um substituto na presidência da sessão, retornou para fazer um apelo aos deputados, de um modo geral, que procurem evitar que as questões meramente paroquiais sejam levadas ao plenário da Casa.

Prosseguindo em seu pronunciamento, o deputado Marden Menezes disse reconhecer as razões do presidente Themístocles Filho, mas explicou que tem o dever de defender o seu pai das acusações de José Pinto.

Em aparte, o deputado Deusimar Brito (Tererê ? PSDB) sugeriu que o colega José Pinto e o prefeito de Piripiri somem suas forças em favor do desenvolvimento do município, pois foi para isso que o povo os elegeu.

Marden Menezes encerrou o seu pronunciamento acusando o colega José Pinto de se dedicar à difamação contra o seu pai em Piripiri, chegando mesmo a andar nas casas, detratando o prefeito com palavras que ele mesmo não poderia dizer na tribuna, sob pena de quebrar o decoro parlamentar.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte