Marden Menezes deve manter-se na presidência regional do PSDB

Marden Menezes deve manter-se na presidência regional do PSDB


O deputado Marden Menezes deve ser o nome escolhido pelo prefeito de Teresina, Firmino Filho, para a presidência do Diretório Estadual do PSDB, que acontece em abril. Marden será reconduzido ao cargo, mostrando assim não haver mágoas por conta da turbulenta disputa pela presidência da Assembleia Legislativa, quando Firmino Filho, apoiando o deputado Fábio Novo (PT), e Menezes, apoiando a reeleição do deputado estadual Themístocles Filho, bateram de frente.

O parlamentar disse que não tem motivos para abandonar o PSDB e não é porque houve discordância em relação à orientação do prefeito, para que a bancada tucana votasse em Fábio Novo (PT) para a Presidência da Assembleia Legislativa, que vai abandonar o partido. Ele votou e fez campanha pela reeleição do presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Themístocles Sampaio Filho (PMDB). “Não tenho motivo algum para deixar o meu partido. Sempre fui um defensor dos ideais da Social Democracia e neste caso das eleições da Assembleia o resultado das urnas e a opinião da população mostraram que eu estava certo. Eu fiz o que o PSDB de verdade faria, por isso não vejo nenhum motivo para deixar o meu partido. É inacreditável que defendendo a independência dessa Casa e os ideais de meu partido eu tenha sido convidado a se retirar do PSDB por me negar a votar no PT. Então eu entendo que nesse processo eu fui o verdadeiro PSDB, por isso não há motivos para deixar o partido”, declarou.

Menezes diz que não guarda mágoas com relação com ao prefeito após as desavenças por conta do processo eleitoral. “De minha parte não guardo mágoas de ninguém, nem rancor. Tomei a posição que qualquer tucano verdadeiro tomaria. Qualquer simpatizante ou eleitor do PSDB, principalmente da capital, se estivesse no meu lugar, tomaria a posição que eu tomei. Basta qualquer televisão ou instituto de pesquisa, ouvir a população de Teresina para confirmar isso. Eu frequento o supermercado, a farmácia, o futebol, eu vou nas ruas, eu vou no shopping, em qualquer lugar que eu vou eu nunca ouvi uma só opinião que me mostrasse que eu estava errado na decisão que eu tomei Então deve-se frisar que eram dois bons candidatos, mas para a Assembleia o ideal é que o presidente da Casa não seja do mesmo partido do governador do Estado. Ou seja, o Fábio era um bom candidato e continua sendo um bom deputado, um deputado atuante, que tem o nosso respeito, mas a questão foi até que ponto a interferência do governador e do prefeito da capital ajudaram ou atrapalharam a sua candidatura. Na minha opinião e na opinião do povo do Piauí, eles que estavam pensando construir uma vitória, acabaram contribuindo para a eleição do deputado Themístocles Sampaio”, falou o deputado estadual tucano.

Fonte: Efrém Ribeiro