Margarete Coelho busca captar investimentos privados da China

A vice-governadora Margarete Coelho (PP) iniciou missão na China


Image title

Com a meta de estreitar os laços do Piauí com a segunda maior economia do mundo, a vice-governadora piauiense Margarete Coelho (PP) iniciou ontem a Missão China, onde participará de diversos eventos de negócios no país asiático visando a divulgação das potencialidades locais. Com uma extensa agenda, a gestora indicou que o grupo do Piauí buscará oferecer a garantia necessária para que acordos e parcerias sejam firmados, estabelecendo um novo cenário nas relações exteriores do Estado, tal arcabouço é amplificado pela importância da iniciativa privada na elevação dos investimentos locais.

A volta da vice-governadora está marcada para o próximo dia 22 de outubro, até lá a ação se desenvolve no diálogo e na construção de um elo de confiança entre os entes. “A Missão China, visitação à Feira de Cantão, é uma viagem de prospecções. Os empresários piauienses e os industriais querem apresentar os nossos produtos à feira e também buscar novas informações, possibilidades para o nosso mercado. Então, aceitei o convite com prazer e honra, pois tenho certeza que o Piauí ganhará muito com isso. Nós temos que investir e apostar no nosso setor do empresariado e industrial, pois essa é uma fonte de crescimento do Estado e a feira oferece muitas possibilidades de negócios”, disse.

Por meio do contato estabelecido em solo chinês, os reflexos poderão ser sentidos pela população piauiense em geração de emprego e renda, viés considerado primordial para o bom andamento da economia e o desenvolvimento piauiense. “Esperamos atrair esses investimentos para cá, gerando emprego, gerando renda, gerando desenvolvimento para a iniciativa privada, com repercussão na qualidade de vida do piauiense, aumentando a oferta de trabalho, aumentar as circulação de riquezas no nosso Estado”, detalhou.

A atração da iniciativa privada tem sido prospectada pelo governador Wellington Dias (PT) e os secretários estaduais, sendo alçada como uma importante alternativa no momento em que os recursos estão escassos.

Fonte: Francy Teixeira - Jornal MN