Margarete Coelho destaca apoio do Exército na operação carro-pipa

Operação distribui água potável por meio de carro-pipa.

As contribuições oferecidas através do Exército Brasileiro foram destacadas pela vice-governadora Margarete Coelho após palestra sobre Operação Pipa III, realizada nesta quarta-feira (25) e proferida pelo Comandante Militar do Nordeste, General do Exército Manoel Luiz Narvaz Pafiadache, no 2º Batalhão de Engenharia de Construção.

Image title

A operação Pipa II distribui água potável por meio de carro-pipa para a população situada nas regiões afetadas pela seca ou estiagem, especialmente no semiárido nordestino. A ação é uma parceria do Ministério da Integração Nacional, por meio da Secretaria Nacional de Defesa Civil com o Exército Brasileiro.

Segundo o general Manoel Luiz Narvaz Pafiadache, a operação carro-pipa é realizada há 16 anos pelo Exército, atendendo cerca de 873 municípios, que comportam mais de 75 mil cisternas. “Temos 630 militares espalhados no semiárido, fiscalizado as cisternas instaladas para melhorar qualidade de vida da população que sofre com a seca”, disse.

Para a vice-governadora, o Exército é um parceiro do Piauí em diversas áreas e em especialmente no combate à seca que,  por meio da operação carro-pipa, tem atendido de forma eficaz muitas famílias piauienses.

“Infelizmente ainda precisamos da operação carro-pipa e a forma de controle que o Exército vem desenvolvendo no semiárido garante uma maior qualidade do serviço e evita desvios de recursos. Com a entrada do Exército, a prestação desse serviço foi otimizada e vemos assim menos desperdícios e desvios”, salientou.

Segundo ela, a integração de ações entre o Estado e o 2º Batalhão de Engenharia e Construção possibilitará em breve mais uma parceria relevante para o desenvolvimento do Piauí, no qual será por meio das obras do Porto de Luís Correia, no litoral piauiense.

“Atualmente, estamos na expectativa de que o exército contribua com a construção do nosso Porto de Luís Correia, que é uma obra importantíssima para o Piauí. Nós temos uma Zona de Processamento sediada em Parnaíba precisando que o porto seja concluído para que a gente possa exportar a partir daquela região, que fica próxima de todo o resto do mundo, a exemplo da proximidade com Miami, Ásia, Europa, onde são poucas horas em termos de distância e descolamento", informou Margarete Coelho. "Nós já temos um aeroporto e se tivermos o porto realmente será mais um meio de crescimento do estado”, afirmou.

Alem disso, a vice-governadora destacou a junção de esforços relacionados à Trancerrados. "Tenho esperança de ver o exército construindo também nossa Transcerrados, uma obra importantíssima para o escoamento da produção da última fronteira agrícola. A intenção do Estado é que ela seja feita com o Exército”, destacou Margarete Coelho.

O desempenho de defensor da pátria foi também pontuado pela vice-governadora como outra parceria entre o Governo e Exército. “O Exército Brasileiro tem uma importância enorme não apenas na defesa da nossa pátria. Esse é um papel relevante sim, mas o exército vem sendo cada vez mais exigido e essa missão de construir estradas e obras de infraestrutura, contribuindo nos momentos de crise aqui no Piauí, com atenção também voltada para as forças nacionais ajudando no momento de crise de segurança pública", pontuou.

"Neste encontro, vimos também como se forma um soldado brasileiro e os investimentos que o país faz no treinamento e na qualificação deles e o retorno que isso tem para a sociedade”, concluiu.

Fonte: Ascom