""Independência foi a melhor decisão"", diz Marina Silva

Ela sinalizou que fará oposição responsável ao próximo presidente.

A senadora Marina Silva (PV) afirmou nesta segunda-feira (18), em entrevista à rádio Bandeirantes, que a posição de independência do PV no segundo turno das eleições presidenciais foi a "melhor decisão" para o Brasil. "Foi a melhor decisão para o Brasil, para a democracia e para aqueles que, no meu entendimento, se referenciaram nos programas que apresentamos na campanha. Nós chamamos de uma decisão independente", disse Marina.

A senadora Marina Silva e o PV anunciaram neste domingo (17) posição de "independência" em relação à disputa do segundo turno da eleição presidencial entre Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB).

"Há uma diferença entre a independência e a neutralidade. Na neutralidade você simplesmente se ausenta do processo, nós apresentamos dez pontos com 42 itens que consideramos importantes para o aperfeiçoamento da gestão pública (...) isso é ter uma atitude de compromisso", afirmou Marina Silva.

Segundo ela, os adversários analisaram as propostas e acolheram boa parte delas. "Consideramos que a candidatura da ministra Dilma acolheu um pouco mais, a do Serra um pouco menos, a proposta está na mão deles e cabe a eles internalizá-la no decorrer da campanha".

"A independência do partido, minha e de Guilherme [Leal] diz respeito a uma visão que temos do cidadão brasileiro. As pessoas que votaram na nossa plataforma são pessoas que se orientam por opinião e não teríamos uma atitude desrespeitosa de dizer me sigam para um lado ou para outro", disse Marina.

No primeiro turno, Marina obteve 19,6 milhões de votos, quase 20% dos votos válidos. O apoio dela e do PV era cobiçado por Dilma e por Serra, que enviaram cartas à senadora destacando afinidades entre pontos dos planos de governo. Porém, em reunião plenária do PV neste domingo, Marina leu uma carta aberta a Dilma e Serra em que afirma que essa é posição que melhor pode contribuir para o processo eleitoral.

Durante a entrevista, Marina sinalizou que fará uma oposição responsável ao próximo presidente da República. "Meu compromisso é com o nosso país, com a sociedade brasileira. Minha atitude e a atitude do PV tem sido uma atitude de co-responsabilidade com o nosso país, não de oposição por oposição, aliás, é isso que a sociedade está rechaçando".

Fonte: g1, www.g1.com.br