Marina não descarta uso da imagem de Lula

Marina afirmou que não fará "uso oportunista" da imagem do presidente

A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, não descartou a possibilidade de usar a imagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva em sua campanha eleitoral. Nesta sexta-feira (20), a senadora participou do 8º Congresso Brasileiro de Jornais, promovido pela Associação Nacional de Jornais no Rio de Janeiro.

Perguntada sobre um possível uso do nome de Lula em sua campanha, Marina respondeu: ?Eu não sou favorável a reescrever a história. A minha história durante 30 anos esteve junto à história do presidente Lula durante cinco anos como sua ministra. Se a história revela esse ponto de contato, se for necessário colocar, não vejo por que ter que ser aviltado ou escondido. Faz parte da história. Obviamente, terei todo o cuidado de não fazer uso oportunista da imagem de quem quer que seja.?

Marina citou os candidatos adversários ao afirmar que todos tiveram participação no processo democrático do país. "Acredito que todos que lutaram pela democracia estavam imbuídos em valores socialistas, tanto o governador Serra, quanto a ministra Dilma, quanto eu, quanto o Plínio".

Questionada sobre a existência de "oportunismo" na campanha de outros candidatos à Presidência, Marina alegou não estar acompanhando os outros programas. "Não assisti a esses programas. Estou falando da minha postura, não estou me referindo a ninguém", disse.

Assim como os candidatos Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), Marina Silva defendeu a liberdade de imprensa no Congresso. "As ações do governo devem ser transparentes, acompanhadas pelas instituições públicas. A imprensa é uma forma de controle social sobre a ação dos governantes em benefício da sociedade", disse.

A candidata realizará ainda nesta sexta-feira (20) uma visita ao Núcleo Comunitário Vigário Geral do Grupo Cultural AfroReggae.

Fonte: g1, www.g1.com.br