Marina perde eleitores jovens, do Sul e do Norte, segundo Datafolha

Marina perde eleitores jovens, do Sul e do Norte, segundo Datafolha


No Norte, reduto de Marina, a pessebista caiu de 27% para 19%, a maior queda observada no levantamento. Dilma Rousseff (PT) oscilou de 49% para 51% e Aécio Neves (PSDB) cresceu três pontos percentuais, passando de 15% para 18%.

Entre os sulistas, Marina caiu de 21% para 16%, ao contrário de seus principais adversários, que cresceram na preferência desse eleitorado. Dilma saiu de 36% para 40% e Aécio passou de 23% para 26%.

No eleitorado jovem, Marina e Dilma estavam empatadas tecnicamente. No último levantamento, Dilma abriu vantagem e passou de 36% para 39%. Marina caiu de 32% para 28% e Aécio se manteve estável com 18%.

No Centro-Oeste, Dilma e Marina oscilaram e estão empatadas tecnicamente. A petista tem 34%, seguida de Marina com 33%. Já Aécio caiu de 26% para 22%.

Já na região sudeste, que abriga os dois estados com maior número de eleitores, Dilma e Marina estão tecnicamente empatadas. 
Dilma oscilou de 31% para 30%, seguida de Marina, que passou de 31% para 29%. Aécio cresceu três pontos, passando de 22% para 25%.

Entre os nordestinos, Dilma segue na liderança isolada com 51%. Marina tem 24% e Aécio tem 9%.

Idade

Entre os eleitores com mais de 45 anos, Dilma continua como líder isolada, enquanto Marina e Aécio estão empatados tecnicamente.

O tucano cresceu quatro pontos entre os brasileiros de 45 até 59 anos, passando de 17% para 21%. Marina permaneceu estável com 24% e Dilma oscilou de 44% para 42%.

No grupo dos eleitores idosos, com mais de 60 anos, Aécio oscilou e segue empatado tecnicamente com Marina. O tucano passou de 22% para 24%, Marina oscilou de 22% para 21% e Dilma oscilou de 39% para 41%.

Já entre os eleitores na faixa etária de 35 a 44 anos, a petista tem 40%. A pessebista tem 25% e o tucano tem 18%.

No grupo de adultos de 25 a 34 anos, Dilma continua à frente com 39%, seguida de Marina, com 28%, e Aécio, com 19%.

A margem de erro da pesquisa é de dois pontos para mais ou para menos.

Para a pesquisa, foram entrevistados 7.520 eleitores na segunda-feira (29) e na terça-feira (30). Os dados foram tabulados pelo G1.

A pesquisa foi registrada como BR-BR-00905/2014.

Fonte: Brasil Post