Marina Silva defende plebiscito sobre legalização da maconha

Pré-candidata do PV se disse contrária à legalização como alternativa contra o tráfico

A pré-candidata do PV à Presidência, Marina Silva, participou nesta terça-feira (18) do Painel RBS, em Porto Alegre. Marina foi a terceira convidada da série de entrevistas com os pré-candidatos. O Painel RBS teve como mediador o apresentador Lasier Martins.

"Não sou favorável [à legalização da maconha]. Pessoas sérias são favoráveis porque acham que ajudaria a combater o tráfico de drogas. Mas, como não é uma decisão do Executivo, mas do Congresso, proponho um plebiscito para a sociedade decidir", disse.

Marina foi entrevistada durante 1 hora e 30 minutos. Na conversa, ela foi questionada sobre temas polêmicos e também sobre suas propostas para o governo. Ela voltou a defender a manutenção do Bolsa-Família, mas com a inclusão de mais oportunidades para os atendidos.

Sobre o acordo com recente acordo intermediado entre Irã, Brasil e Turquia, a pré-candidata voltou a fazer comentários comedidos. "Primeiro eu torço para que seja verdade o acordo. No entanto, tenho a desconfiança", disse. Para Marina, o governo não deve ser criticado por dialogar em busca da paz, mas ela afirmou acreditar que use uma estratégia para ganhar tempo e ficar mais perto da sua "tendência histórica" de construção da bomba atômica.

Fonte: g1, www.g1.com.br