Meta é humildade e muito trabalho, diz Wilson Martins

Meta é humildade e muito trabalho, diz Wilson Martins

Wilson também informou que irá juntar todas essas forças para o fortalecimento do programa de governo

O governador Wilson Martins reuniu, na noite da última quinta-feira (7), lideranças políticas dos 224 municípios do Estado para agradecer pelo empenho, que o garantiu como primeiro colocado nas eleições do primeiro turno, e ainda aproveitou para acolher as lideranças dos partidos que agora desejam apoiá-lo no segundo turno. ?Reunimos os companheiros que já me apoiaram no primeiro turno e outros companheiros que, compreendemos a necessidade de defender o mesmo projeto, mas por está filiado em outros partidos ou por outras razões votaram em outro candidato no primeiro turno. Agora eles se somam para trabalhar um projeto importante de desenvolvimento do Piauí, um projeto que melhora a vida das pessoas, que inclui pessoas e tem transformado o nosso Estado, caminhando, verdadeiramente, para a sua independência e para o seu desenvolvimento?, afirma o governador.

Durante a reunião, Wilson também informou que irá juntar todas essas forças para o fortalecimento do programa de governo, a fim de que possa, o mais rápido possível, avançar em qualidade e prestação de serviços, objetivando que esse plano se aproxime da excelência das ações públicas de governo. ?E também conclamamos, a todos, de forma humilde, para se dediquem a essa campanha, com o intuito de construir uma agenda do candidato a governador Wilson Martins, e uma agenda paralela, de cada partido, de cada parlamentar, independente da presença do governador, já que temos praticamente 22 dias para fazer a campanha?, enfatiza Wilson, acrescentando que a ideia é promover reuniões regionais com a presença dele, enquanto as lideranças políticas organizam reuniões locais.

Wilson Martins ainda anunciou que será formada uma nova coordenação de campanha para esse segundo turno, com a representação de todos os partidos, inclusive daqueles se somaram no segundo turno, como o PP, PTB e PDT. ?A partir dessa coordenação, vamos construir um grupo de trabalho para cobrir o maior número possível de municípios e pessoas, nesse contato direto, por meio, principalmente, das caminhadas e das carreatas. Vamos conclamar a todos quanto à importância de estar trabalhando o voto para a Dilma presidente e Wilson Martins 40?, ressalta o candidato da coligação Para o Piauí Seguir Mudando.

Na ocasião, ele também assumiu um compromisso de lealdade com todas as lideranças, inclusive com aquelas que não puderam comparecer ao evento ou que ainda possam ter alguma divergência política. ?Sei que no interior há uma polarização, mas eu vou trabalhar no sentido de ser um governador que vai tentar unir e construir as saídas para a unidade também depois de 2012. Claro que vamos ter municípios onde encontraremos dificuldades, mas vamos exaurir tudo o que foi possível, empenhando todas as nossas forças, inteligência e experiência de vida, para não atrapalhar esse processo de construção do desenvolvimento. E o que vai prevalecer sempre, em primeiro lugar, é o compromisso do trabalho pelo Estado do Piauí?, enfatiza.

Wellington defende que todos tenham muito respeito ao povo e pé no chão

Para o ex-governador e senador eleito, Wellington Dias, o evento representou uma reunião de largada, assim como ocorre na Fórmula 1. ?Foi uma oportunidade para termos toda equipe, com lideranças dos 224 municípios, seja política, dos partidos, sociais ou empresariais. Eu fico feliz dobrado, primeiro pelo apoio ao Wilson Martins e à Dilma, mas, principalmente, por ver a reaglutinação do time que ajudamos a consolidar na eleição de 2006, com a presença formal nessa reunião do PP, PDT e PTB, prefeitos e deputados estaduais eleitos e não eleitos?, destaca Wellington.

Para o ex-governador agora é a hora de todos terem muito humildade e pé no chão, respeitando o povo, indo de casa em casa, conquistando quem ainda não conquistou, ensinando a votar, buscando os votos dos indecisos e evitando a perda de voto nulos. ?Só assim construiremos a vitória. O que está em jogo é o destino do Piauí. Eu acredito nesse projeto, que já coloca o Piauí crescendo acima do que cresce o Brasil e o Nordeste, não só economicamente, mas socialmente, melhorando, cada vez mais, a vida das pessoas. É só um começo, o Piauí pode muito mais e é isso que representa a eleição do Wilson. Votar no 40 para Wilson Martins, votar no 13 para Dilma, representa essa oportunidade mesmo do Piauí e do Brasil Seguir Mudando?, comenta Wellington.

Fonte: Ascom