Michel Temer rejeita pedido do PR e dará posse a suplente de Clodovil Hernandes

O suplente é contrário ao aborto e à união civil entre homossexuais.

O presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP), assinou na noite desta segunda-feira (23) um ato indeferindo o pedido do PR para ficar com a vaga do deputado federal Clodovil Hernandes (PR-SP), que morreu na semana passada. Com a recusa, deve acontecer na tarde desta terça-feira (24) a posse de Jairo Paes de Lira (PTC-SP) na vaga de Clodovil.

O PR decidiu brigar pelo mandato porque o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) havia autorizado Clodovil a trocar de partido sem perder o mandato. Eleito pelo PTC, Clodovil alegou perseguição política para deixar a agremiação e ingressar no PR.

Para a Câmara, no entanto, o que vale, na questão da posse do suplente, é o resultado da eleição. Por isso será conduzido ao cargo o ex-coronel da Polícia Militar de São Paulo Jairo Paes de Lira (PTC-SP). Ele obteve cerca de 7 mil votos, ficando como o segundo mais votado da chapa do PTC, atrás apenas de Clodovil, que teve quase 500 mil votos.

Por questões burocráticas, a Câmara ainda não marcou a data da posse do suplente, mas a previsão da Secretaria Geral da Mesa é que Lira assuma na tarde desta terça-feira (24). Restará ao PR recorrer à Justiça após a posse. Uma possibilidade levantada pelo partido é entrar com um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão de Temer.

Em entrevista concedida em 2006 ao G1 , Lira se definiu como "linha dura". Afirmou ser favorável à pena de morte e contrário ao aborto e à união civil entre homossexuais.

Fonte: g1, www.g1.com.br