Micro e pequenas empresas podem participar de licitações do Estado

Curso sobre Lei que trata dos editais de licitação para benefícios

Integrantes de comissões de licitação das secretarias da Administração e Previdência, da Educação e da Justiça participam, nesta quinta-feira (30), de curso sobre a Lei n°123 de 2006, que trata dos editais de licitação para o benefício das micro e pequenas empresas.


Image title

Durante dois dias, o consultor do Sebrae-PI, Marco Antonio da Cruz Rodrigues, vai aplicar vários exercícios, como simular pregão presencial, focando benefícios de compras exclusivas de até R$ 80 mil por item; simular cota exclusiva de 25% de bens de natureza divisível e ainda projetar margem de referência para produtos nacionais.

Segundo Marco Antonio da Cruz Rodrigues, o curso pretende sensibilizar as comissões de licitação do Estado a adequar os seus editais com os benefícios que são dados pela Lei das Micro e Pequenas Empresas. "As médias e grandes empresas já têm poder de compra maior do que as outras. O que desejamos é reverter o quadro ao possibilitar que haja uma concorrência em pé de igualdade entre as empresas no processo licitatório do Piauí," acrescentou.

A pregoeira da Seadprev, Socorro Beserra, admite que através do curso vai aprimorar os conhecimentos nessa área. "Tenho a chance de tirar dúvidas e de aprender novas técnicas que garantam mais eficiência na elaboração dos editais", destaca.

O secretário da Administração e Previdência, Franzé Silva, disse que o Governo quer fortalecer as micro e pequenas empresas, estimulando a economia local, gerando mais empregos e tornando viável a competitividade com as médias e grandes empresas.

"Nossa meta é ampliar esse tipo de curso para qualificar toda a equipe do Estado. Depois, vamos promover um seminário com a presença da classe empresarial", revelou Franzé Silva, ao afirmar que o Governo faz sua parte, criando condições legais e técnicas para o novo vendedor do Piauí e ao mesmo tempo tenta fazer com que esse profissional visualize oportunidades de crescimento.

Fonte: Ascom Seadprev