Ministra Teresa Campello vem ao Piauí para lançar "Mais Viver"

Ministra Teresa Campello vem ao Piauí para lançar "Mais Viver"

A ministra do Desenvolvimento Social, Teresa Campello, participa de solenidade no dia 30

A ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza, Tereza Campello, participa nesta segunda-feira (30) do lançamento do programa Mais Viver, em Teresina. À tarde, a ministra participará de uma reunião técnica com o grupo executivo do programa. O Mais Viver é alinhado ao Brasil Sem Miséria, do Governo Federal, e reúne ações, inéditas ou já em execução, em diversas áreas, como educação, saúde, inclusão produtiva e assistência social.

Durante a solenidade de lançamento do Mais Viver, o governador Wilson Martins fará o lançamento das primeiras ações inéditas do programa. Dentre elas está a implantação da Jornada Ampliada em 61 escolas da zona rural, de acordo com o Pronacampo, lançado recentemente pelo Ministério da Educação. Serão beneficiadas escolas de até 50 alunos, que terão aulas em dois turnos.

Ainda na área de educação, o governador lançará dois novos projetos de alfabetização: Palavra de Criança, em parceria com o Unicef, e voltado para a alfabetização de crianças na idade certa; e projeto de alfabetização de adultos dos 30 municípios com maior índice de analfabetismo do estado, em parceria com a Universidade Federal do Piauí.

O governador também irá lançar a linha de crédito Piauí Fomento Mais Viver, voltada prioritariamente para mães de família de baixa renda. ?É uma linha para a abertura de microempresas. Nosso objetivo é executar inicialmente três mil operações com valor médio de mil reais?, explicou afirmou Cézar Fortes, coordenador do Mais Viver. O recurso para o empréstimo é oriundo do Fundo Especial de Produção, mantido pelo Governo do Estado. ?Temos também um projeto criado dentro do Mais Viver já em execução no Vale do Guaribas, destinado `inserção produtiva de 1200 famílias em 22 municípios?, acrescentou Cézar Fortes.

O Mais Viver inclui ainda ações como a construção de 50 barragens de acumulação (água para produção) no semi-árido, incremento do programa de distribuição de sementes para agricultores familiares, ampliação do projeto Economia Solidária.

?Esse programa foi criado a pedido do governador Wilson Martins e tem a meta de retirar, já no primeiro ano, 200 mil pessoas da pobreza no Piauí. É uma meta bastante ousada e temos um batalhão de ações e projetos para executá-la?, afirmou Cézar Fortes. Atualmente, há 665 mil piauienses estão nessa faixa de rendimento.

Fonte: CCOM