Ministro afirma que tem autonomia para fazer o que é preciso

Passos chamou de "ajustes" as demissões que estão ocorrendo no Ministério.

O ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, disse ontem em Recife que possui autonomia para trabalhar e que toma as decisões que entende necessárias. "Eu tenho autonomia e a confiança da presidente [Dilma Rousseff]. E enquanto tiver essa autonomia e essa confiança, vou tomar as decisões que entendo que devo adotar", declarou. "Quando for necessário submeter qualquer tipo de assunto à sua consideração [de Dilma], eu o farei."



Passos chamou de "ajustes" as demissões que estão ocorrendo na pasta: "Eu assumi o Ministério dos Transportes e, ao fazê-lo, entendo que são necessários ajustes, e esses ajustes começaram a ser feitos". Sobre a oposição, que quer levá-lo ao Congresso para explicar os R$ 700 milhões em aditivos de contratos autorizados durante sua gestão na pasta, no governo Lula, o ministro afirmou que não tem "nenhum tipo de preocupação".

Os reajustes "foram celebrados pelo órgão executor como procedimento normal, dentro da legalidade, do que prevê a Lei das Licitações. Não há nenhuma transgressão legal". "E digo isso de uma maneira geral, porque não cabe ao ministro de Estado ficar examinando projeto a projeto, nem tampouco aprovando nem assinando aditivos."

Fonte: Folha.com