Ministro da CGU critica sistema online de combate à corrupção

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo

O ministro-chefe da Controladoria-Geral da União (CGU), Jorge Hage, afirmou que os sistemas digitais criados para combater a corrupção não têm "dado conta" da demanda dos ministérios e que muitos casos de corrupção poderiam ter sido evitados se o controle estivesse funcionando plenamente.

Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, Hage afirmou que o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) "não tem condições de atender às demandas de todos os ministérios da Esplanada".

"A criação do Siconv, um sistema de gestão de convênios, aberto na internet, uma boa parte dele aberto ao público, outra parte aberta aos órgãos de controle foi concebida exatamente para resolver esses problemas", afirmou ao jornal. "Muitos dos módulos do Siconv até hoje não estão implantados.

Muitas dessas situações que aconteceram agora não teriam acontecido se o sistema de controle de convênios estivesse totalmente implantado. Então há dificuldades práticas", disse à Folha.

Fonte: Terra, www.terra.com.br