Ministro da Justiça defende nova política de drogas

Ministro da Justiça defende nova política de drogas

. O debate foi feito em Novo Hamburgo, a 40 km da capital, onde será realizada nesta tarde, a Marcha da Maconha

 Ao discursar para centenas de jovens no Fórum Social Mundial, o ministro da Justiça, Tarso Genro, defendeu "uma nova política de drogas". O debate foi feito em Novo Hamburgo, a 40 km da capital, onde será realizada nesta tarde, a Marcha da Maconha. "Sou a favor de uma nova política de drogas.

O problema da pessoa que se droga está relacionado com questões ligadas à saúde pública. Tem que ocorrer uma discussão muito séria para modificar as leis relacionadas ao uso de drogas leves", disse, ovacionado pela plateia. "Acho que nossa política de drogas é atrasada, em relação, inclusive, ao próprio usuário. Queria deixar bem claro minha posição sobre isso", afirmou.

De acordo com a norma mais recente, a Lei 11.343, de 2006, a pessoa pega com drogas para consumo próprio deve ser penalizada com medidas socioeducativas que considerem a quantidade da apreensão, os antecedentes do usuário e as circunstâncias do flagrante. Tarso disse que "a grande questão" a ser enfrentada em relação às drogas é o tráfico, em especial, de cocaína e seus derivados, que estão ligados a outros tipos de crime."Isso nos preocupa porque (o tráfico) é um processo de acumulação financeira ilegal que deriva um conjunto de crimes, não somente financeiros", afirmou.

Ao chegar no acampamento, que na tarde hoje fará uma marcha em favor "do controle público das drogas", Tarso Genro falou sobre o slogan utilizado pelos defensores da legalização da maconha, no último fórum social, em Belém (PA). "Quando estive aqui (acampamento da juventude, montado em todas edição do evento), no outro fórum, um grupo de manifestantes me cercou com vários vasinhos (com mudas de maconha) dizendo: Ei, polícia, maconha é uma delícia", disse. Ao ser novamente ovacionado, fez um alerta: "Ei, pessoal, estou com a Polícia Federal."

Fonte: Terra