Ministro da Transparência critica Lava Jato em conversa com Renan

Fabiano era ainda conselheiro do Conselho Nacional de Justiça

Em mais uma saga de áudios revelados de conversas gravadas pelo ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, desta vez o ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira, foi o alvo. O ministro que deveria lutar pela transparência do governo e pelo prosseguimento da Lava Jato, aparece em uma reunião na casa do presidente do Senado, Renan Calheiros, do PMDB, criticando a própria Lava Jato.

Na época, Fabiano era ainda conselheiro do Conselho Nacional de Justiça e foi indicado ao cargo pelo próprio Renan Calheiros. Nos áudios divulgados pelo Fantástico, o atual ministro faz críticas à condução da Lava Jato pela Procuradoria e também dá conselhor e consultorias aos investigados na operação.

Neste mês, ele assumiu o Ministério da Transparência - pasta criada pelo presidente em exercício Michel Temer no lugar da antiga Controladoria-Geral da União.

Mas no dia 24 de fevereiro, durante as tratativas do acordo de delação premiada, Sérgio Machado foi até à casa de Renan para conversar sobre äs providências e ações que ele estava pensando acerca da Operação Lava Jato" e disse que participaram da conversa dois advogados de Renan: Bruno e Fabiano.

Sérgio Machado disse que o tom da conversa foi de "reclamações gerais sobre a Justiça e sobre a Lava Jato". O ministro da Transparência, de acordo com a gravação, orienta Renan e Sérgio Machado a como se comportar em relação à Procuradoria-Geral da República.

Image title

Fonte: Com informações do Brasil Post