PAC 2 terá investimento de R$ 1 trilhão

Ministro do Planejamento afirmou que prioridade será saneamento

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, anunciou nesta quarta-feira (24) que o segundo Programa de Aceleração do Crescimento, que será lançado na próxima segunda (29) pelo governo, terá investimentos de cerca de R$ 1 trilhão. Segundo Bernardo, prioridade será saneamento básico e habitação.

O anúncio foi feito durante a a solenidade da 3ª edição do Prêmio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM). Também estiveram presentes no evento o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a presidente da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Coelho, além de deputados e senadores. O prêmio ODM é direcionado a projetos que ajudem no desenvolvimento social do país.

Durante o discurso nesta quarta, o ministro do Planejamento disse também que o Brasil pôde enfrentar a crise financeira internacional e que a ?economia está forte? por causa dos programas sociais implementados. ?Ao combater a pobreza fortalecemos a economia. Podemos dizer que país ficou mais sólido porque ficou mais justo. A agenda social que estamos realizando tem sido fundamental para as mudanças no país?, afirmou.

O atual Programa de Aceleração do Crescimento teve cerca de 40% de suas ações previstas concluídas em três anos, segundo balanço da Casa Civil apresentado no mês passado.

De acordo com os cálculos do governo, dos R$ 638 bilhões programados para obras de infraestrutura, saneamento e habitações, R$ 403,8 bilhões já foram investidos ?o equivalente a 63,3% dos recursos previstos.

O cálculo leva em conta os recursos pagos e empenhados pelo governo federal. Nesse ano, ao contrário do balanço anual de 2009, quando o governo elevou o total do PAC de R$ 504 bilhões para R$ 635 bilhões, o governo não promoveu ampliação dos investimentos.



Fonte: g1, www.g1.com.br