Moro aceita denúncia e Lula vira réu na Lava Jato pela segunda vez

Com a decisão, Lula torna-se réu no caso do apartamento no Guarujá

O juiz Sérgio Moro aceitou a denúncia de corrupção e lavagem de dinheiro contra o ex-presidente Lula apresentada na semana passada pela força-tarefa da Operação Lava Jato.

Com a decisão, Lula torna-se réu no caso do apartamento no Guarujá, litoral de São Paulo, sob a acusação de ter sido beneficiado com uma reforma realizada pela empreiteira OAS, investigada na operação, no imóvel.

Com a decisão de Moro, outras sete pessoas tornaram-se rés: a esposa de Lula, Marisa Letícia, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, o empresário Léo Pinheiro, o ex-diretor Paulo Gordilho, da OAS, Agenor Franklin Magalhães Medeiros, Fábio Hori Yonamine e Roberto Moreira Ferreira, funcionários da empreiteira.Segundo o procurador Deltan Dallagnol, que coordena a força-tarefa, o ex-presidente era o "comandante geral" do esquema de corrupção na Petrobras investigado na Lava Jato.

Para a defesa, Lula sofre perseguição judicial com o objetivo de tirá-lo da disputa presidencial de 2018.

A defesa de Lula afirmou, por meio de nota, que o juiz Sergio Moro perdeu a imparcialidade para julgar o ex-presidente.

"Esperamos que a Justiça brasileira, através dos órgãos competentes, reconheça que o juiz de Curitiba perdeu sua imparcialidade para julgar Lula, após ter praticado diversos atos que violaram as garantias fundamentais do ex-Presidente", diz um trecho da nota enviada pelos advogados Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira.

Moro aceita denúncia e Lula vira réu (Crédito: Divulgação)
Moro aceita denúncia e Lula vira réu (Crédito: Divulgação)


Fonte: Brasil 247