Itamar Franco foi um dos maiores brasileiros do seu tempo, diz Sarney

“É com grande consternação que recebi o falecimento do Senador Itamar Franco"", disse

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), divulgou nota neste sábado (2) em que diz ter recebido ?com grande consternação? a notícia da morte do senador e ex-presidente da República Itamar Franco (PPS-MG). Sarney diz no comunicado que perdeu ?um grande amigo?.

?É com grande consternação que recebi o falecimento do Senador Itamar Franco, ex-presidente da República e figura das mais expressivas e importantes da História do Brasil, que atualmente ocupava uma cadeira de Senador por Minas Gerais?, diz Sarney no comunicado.

Ainda de acordo com o presidente do Senado, Itamar Franco foi ?um dos maiores brasileiros do seu tempo? e teve a vida marcada por ?qualidades de honradez, dignidade, inteligência?.

?Itamar Franco é uma legenda do povo mineiro. Um dos maiores brasileiros do seu tempo, tendo exercido uma vida pública com dedicação total ao país, colocando suas qualidade de honradez, dignidade, inteligência e capacidade a serviço das grandes causas nacionais. Foi durante seu governo que o país encontrou sua estabilidade econômica com o Plano Real?, registrou Sarney.

O presidente do Senado afirma no comunicado ter ?perdido um grande amigo? e expressa solidariedade ao povo mineiro pela morte de Itamar: ?Expresso ao povo mineiro, através do governador Antonio Anastásia, a minha solidariedade por esta perda. Pessoalmente, devo acrescentar a esta dolorosa notícia o fato de ter perdido um grande amigo cuja convivência de muitas décadas criou um vínculo de afeição e admiração pela sua personalidade inconfundível e pela firmeza de suas convicções.?

Morte

O senador e ex-presidente da República Itamar Franco (PPS-MG) morreu aos 81 anos neste sábado (2), em São Paulo.

Segundo nota divulgada pelo Hospital Albert Einstein, o presidente sofreu uma acidente vascular cerebral (AVC) na UTI, onde estava sendo tratado de uma pneumonia decorrente de uma leucemia aguda, e morreu às 10h15 da manhã.

O corpo será transferido às 7h30 do domingo (3) para a cidade de Juiz de Fora, onde será velado na Câmara Municipal. Na segunda (4), segue para Belo Horizonte onde, por desejo do ex-presidente, o corpo será cremado, após receber homenagens no Palácio da Liberdade, sede do governo mineiro.

Itamar estava internado no hospital, na capital paulista, desde o dia 21 de maio para tratar da leucemia. De acordo com os médicos, o ex-presidente reagiu bem ao tratamento, mas desenvolveu uma pneumonia grave. Por conta disso, acabou sendo transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Ele passou o aniversário de 81 anos, completados em 28 de junho, na UTI do hospital.

Veja a íntegra da nota do presidente do Senado:

?É com grande consternação que recebi o falecimento do Senador Itamar Franco, ex-presidente da República e figura das mais expressivas e importantes da História do Brasil, que atualmente ocupava uma cadeira de Senador por Minas Gerais.

Itamar Franco é uma legenda do povo mineiro. Um dos maiores brasileiros do seu tempo, tendo exercido uma vida pública com dedicação total ao país, colocando suas qualidade de honradez, dignidade, inteligência e capacidade a serviço das grandes causas nacionais. Foi durante seu governo que o País encontrou sua estabilidade econômica com o Plano Real.

A Excelentíssima Senhora Presidente da República, Dilma Rousseff, comunicou ao Senado e à família Itamar Franco seu desejo de ver seu corpo velado no Palácio do Planalto como ex-presidente da República. Contudo, por desejo do ilustre morto seu corpo seguirá para Juiz de Fora, onde será velado na Câmara Municipal. Posteriormente, será transladado para Belo Horizonte, onde receberá honras fúnebres como ex-governador de Minas Gerais. Em seguida, seu corpo será cremado em cerimônia reservada à família.

Expresso ao povo mineiro, através do governador Antonio Anastásia, a minha solidariedade por esta perda.

Pessoalmente, devo acrescentar a esta dolorosa notícia o fato de ter perdido um grande amigo cuja convivência de muitas décadas criou um vínculo de afeição e admiração pela sua personalidade inconfundível e pela firmeza de suas convicções.

Apresento às suas filhas e a toda família seus descendentes, em meu nome e da minha mulher, os meus votos de profundo pesar neste momento de dor e de perda do estadista e do cidadão exemplar que ele foi.

Brasília, 2 de julho de 2011.

José Sarney

Presidente do Senado Federal?

Fonte: g1, www.g1.com.br