MP executa oito prefeitos por transporte escolar irregular

MP executa oito prefeitos por transporte escolar irregular

Segundo o MP-PI, as cláusulas dos acordos foram descumpridas pelos gestores, sem justificativa.

O Ministério Público do Estado do Piauí, através da 3ª Promotoria de Justiça de São Raimundo Nonato, executou oito termos de ajustamento de conduta firmados com os municípios de Bonfim do Piauí, Coronel José Dias, Dirceu Arcoverde, Dom Inocêncio, Fartura do Piauí, São Braz do Piauí, São Lourenço do Piauí e Várzea Branca, referentes ao transporte de estudantes das redes públicas municipais de ensino.

Segundo o MP-PI, as cláusulas dos acordos foram descumpridas pelos gestores, sem justificativa. O Ministério Público formalizou os termos de compromisso em razão da situação que já durava anos: os estudantes da rede pública municipal de ensino são transportados em veículos inadequados e incompatíveis com as determinações legais, gerando constrangimentos e sérios riscos à integridade física.

“Infelizmente, os prefeitos de tais municípios deixaram que todos os prazos dispostos nos acordos restassem vencidos, não demonstrando qualquer interesse ou preocupação em mudar a inquietante realidade existente”, afirma João Batista de Castro Filho, titular da Promotoria de Justiça.

Além do cumprimento das obrigações assumidas nos TACs, o Ministério Público solicita o pagamento da multa prevista, no valor aproximado de R$ 37 mil, a ser arcada pelo patrimônio pessoal do prefeito municipal.

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte