MPF ajuíza ação contra o governador Zé Filho no Piauí

Na lista divulgada pela Procuradoria Regional Eleitoral ainda estão incluídas outras 14 pessoas que estariam ligadas diretamente as situações investigadas

A Procuradoria Regional Eleitoral do Piauí (PRE-PI) divulgou o balanço parcial das ações referentes ao último pleito eleitoral, sendo que até o momento foram ajuizadas 10 ações que podem resultar em cassação de mandato, inelegibilidade e multa, destas, oito correspondem a investigação eleitoral e as demais a representações eleitorais por captação ilícita de sufrágio, abuso do poder econômico e político e outros.

Derrotado na última disputa pelo Poder Executivo, o atual governador do Estado, Zé Filho (PMDB) está na mira de uma ação de investigação eleitoral pelo Ministério Público Federal, mas assim como ele, outros candidatos são alvo de ações do órgão, como o ex-governador Wilson Martins (PSB), o ex-prefeito de Teresina Elmano Férrer (PTB) e o governador eleito Wellington Dias (PT) e mais 12 políticos que concorreram a cargos proporcionais.

Na lista divulgada pela Procuradoria Regional Eleitoral ainda estão incluídas outras 14 pessoas que estariam ligadas diretamente as situações investigadas, tal como vereadores, ex-prefeitos e até mesmo suplentes de candidatos.

Caso comprovadas,as ações de investigação judicial eleitoral podem resultar para os candidatos em cassação do registro ou diploma e na inelegibilidade, enquanto as representações por captação ilícita de sufrágio podem convergir para a cassação do registro ou do diploma e aplicação de multa.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Francy Teixeira