MPF denuncia prefeito e secretária por desvio de recursos para Escolas

As despesas realizadas pela prefeitura totalizam cerca de R$ 107 mil.

Prefeito de Campinas do Piauí e a Secretária de Educação do município foram denunciados por desvio de recursos repassados pelo Ministério da Educação para a reforma de 19 escolas, no ano de 2008. As despesas realizadas pela prefeitura totalizam cerca de R$ 107 mil.

Os fatos foram apurados pela Controladoria Geral da União e pelo Tribunal de Contas do Piauí, que detectaram, entre outras irregularidades, muros derrubados, paredes com reboco caído, calçadas rachadas, telhados espaçados, janelas quebradas, piso de cimento com rachaduras e ausência de beirais em diversas escolas que deveriam ter sido reformadas.

A denúncia, oferecida pelo Ministério Público Federal (MPF), narra que as compras de material de construção realizadas pelo município foram feitas sem a realização de licitação e com pagamentos inferiores ao que foi declarado nas notas fiscais, o que comprovaria o desvio. "Em alguns casos, sequer houve a prestação do serviço", esclareceu o procurador regional da República, Alexandre Espinosa.

O prefeito, Francisco da Cruz, admitiu à polícia que a secretária de Educação, cargo ocupado por sua cunhada, Alba Ibiapino de Moura, realizava as compras no comércio local, sem licitação. A denunciada afirmou que isso era prática comum nas administrações anteriores, e que apenas teria dado continuidade ao que já era feito.

O MPF ainda ressalta que foi declarado pagamento a profissional que alegou nunca ter prestado serviço em escola do município. A professora de uma unidade escolar também afirmou que não foi feita praticamente nenhuma reforma na escola no ano de 2008. Apesar disso, foram realizados diversos pagamentos.

Curta o Portal Meio Norte nas redes sociais

Fonte: Jornal Meio Norte