Mulher de Pizzolato foi impedida de ver o marido na prisão neste sábado (08)

Pizzolato foi considerado foragido a partir de novembro do ano passado

A mulher do ex-diretor do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, foi impedida de ver o marido neste sábado pela manhã. Andrea Haas tentou entrar na prisão, mas foi barrada porque ainda não tem autorização para entrar na penitenciária. Andrea pretendia entregar a Pizzolato objetos pessoais para ele suar em sua permanência no cárcere. Desde sua detenção, esta semana, o ex-diretor do BB ainda tem dificuldade com as visitas de familiares e hoje foi a vez de sua mulher enfrentar o problema.

Pizzolato foi considerado foragido a partir de novembro do ano passado, e foi preso pela polícia Italiana na última quarta-feira em Maranello. Ele fugiu para a Itália em setembro do ano passado e teve o nome incluído na lista de procurados pela Interpol, a polícia internacional, em mais de 190 países. Pizzolato foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal a 12 anos e sete meses de prisão, pelos crimes de lavagem de dinheiro, peculato e formação de quadrilha.

Andrea afirmou que todos os documentos que inocentariam o marido teriam sido apresentados, mas que só foram divulgadas mentiras.

Fonte: Jornal do Brasil