Na AL, Tererê acusa João de Deus

Tererê ocupou a tribuna para se defender de críticas do parlamentar petista

O deputado Deusimar Brito, o Tererê (PSDB), acusou hoje (22) o deputado João de Deus, líder do PT, de ocupar a tribuna da Assembléia Legislativa para apresentar realizações mentirosas do Governo do Estado.

Tererê, que ocupou a tribuna para se defender de críticas do parlamentar petista, indagou a João de Deus se foram concluídas as obras do Porto de Luiz Correia, da Zona de Processamento de Exportação (ZPE), das cinco hidroelétricas e da rodovia Transcerrados.

O deputado tucano afirmou que, ao contrário do que disse João de Deus, não faz pronunciamentos seguindo orientação do PSDB. Ele disse que realiza seus discursos porque é inteligente e formado em Direito.

Em aparte, o deputado Marden Menezes (PSDB), 3º Vice-presidente da Assembléia, disse que Tererê trata a todos com respeito, é sério, honesto e aguerrido.

O deputado Roncalli Paulo, líder do PSDB, afirmou que Tererê deve continuar de cabeça erguida e o deputado Mauro Tapety (PMDB) declarou que o estilo do parlamentar tucano deve ser respeitado.

O deputado Warton Santos (PMDB) disse que a oposição está em seu papel de fiscalizar o Governo, mas, também, pode sofrer críticas.

Ao concluir o seu pronunciamento, Tererê pediu respeito à sua pessoa e ao trabalho que realiza na Assembléia Legislativa.

JOÃO DE DEUS DIZ QUE TERERE É CONTRA O POVO

Ao ocupar a tribuna da Assembléia Legislativa, o deputado João de Deus, líder do PT, disse que o deputado Deusimar Brito, o Tererê (PSDB), é contra o povo, pois discorda da redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) adotada pelo Governo com o objetivo de baratear os preços de eletrodomésticos.

João de Deus afirmou que os pobres podem agora comprar geladeiras, fogões e outros produtos a preços mais acessíveis. ?O deputado Tererê é contra o Bolsa Família e outros programas sociais do Governo?, assinalou ele.

O líder petista declarou que a oposição, especialmente o PSDB, está incomodada com os Governos do PT nas áreas federal e estadual. Ele acentuou que, quando o povo compara os Governos do PSDB e do PT, a aprovação do presidente Lula aparece em primeiro lugar.

João de Deus acusou o PSDB de governar para os ricos, tendo realizado a privatização de órgãos públicos e congelado o salário mínimo quando estava no poder.

Em aparte, o deputado José Pinto de Mesquita, o Dr. Pinto (PDT), disse que, no Governo Fernando Henrique Cardoso, as prefeituras não recebiam recursos para a área social, ao contrário do que ocorre atualmente no Governo Lula.

João de Deus afirmou ainda que perdoa o deputado Tererê porque ele não fala o que pensa, mas, sim, ?o que pensa o seu partido, o PSDB?.

Fonte: Alepi, www.alepi.pi.gov.br