‘Não aceito o nós contra eles’, diz Serra em lançamento de pré-candidatura

‘Não aceito o nós contra eles’, diz Serra em lançamento de pré-candidatura

Avanços não são conquistas de um só homem ou governo", afirmou

O ex-governador de São Paulo José Serra disse neste sábado (10), durante o lançamento de sua pré-candidatura à Presidência da República, que não vai aceitar um embate do "nós contra eles" durante a campanha eleitoral. ?Não aceito o raciocínio do nós contra eles. Não cabe na vida de uma Nação. Somos todos irmãos na pátria. Lutamos pela união dos brasileiros e não pela sua divisão?, afirmou em seu discurso, realizado em um centro de convenções em Brasília. "Eu quero ser o presidente da União", disse.

?Não temos problema com o nosso passado, não temos mal entendido com nosso passado. Mas precisamos admitir que falta ainda muito o que fazer. O Brasil pode ser muito mais do que é hoje. O Brasil pode resolver problemas sem ceder à demagogia, à bravata?, disse.

Serra iniciou sua fala pedindo um minuto de silêncio em homenagem às vítimas das enchentes e deslizamentos no Rio de Janeiro. Durante sua fala, o ex-governador se referiu aos avanços econômicos e sociais do Brasil, mas ressaltou que eles se devem à ?estabilidade democrática, luta e trabalho.

PSDB oficializa pré-candidatura de Serra com web e 3,5 mil convidados DEM reivindica vice de José Serra, afirma líder do partido Aécio vai entregar a Serra lista de reivindicações de Minas Gerais Serra tem de ser visto no âmbito do governo FHC, diz Dilma.

?Não foram conquistas de um só homem ou de um só governo, muito menos de um único partido. Todas são resultado de 25 anos de estabilidade democrática, luta e trabalho. E nós somos militantes dessa transformação, protagonistas mesmo, contribuímos para essa história de progresso e de avanços do nosso País. Nós podemos nos orgulhar disso?, afirmou.

Fonte: g1, www.g1.com.br