"Não basta o PIB crescer", disse Dilma Rousseff no interior de MG

"Não basta o PIB crescer", disse Dilma Rousseff no interior de MG

Segundo a presidente, é preciso também "mais médicos" e "empregos de qualidade".

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta sexta-feira (13) que para que o país se desenvolva ?não basta o PIB (Produto Interno Bruto) crescer?. Segundo a presidente, é preciso também "mais médicos" e "empregos de qualidade".

Ela discursou em Uberlândia (MG), na cerimônia de formatura de 2.634 alunos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) de 32 cidades mineiras. Para Dilma, não se pode mais ?aceitar aquela história antiga?de que um pais poderia ser rico com sua população pobre.

?Não basta o PIB crescer, tem de crescer para vocês. Não basta o PIB melhorar, a saúde tem de melhorar. Nós temos de trazer mais médicos pra atender a população desse pais. Não basta o PIB crescer se não houver empregos de melhor qualidade. Agora, é importante, muito importante que, com tudo isso, o PIB cresça?, afirmou.

Nesta sexta, o Banco Central divulgou que a atividade econômica do país registrou retração de 0,33% em julho, o primeiro mês do terceiro trimestre.Esta foi a terceira queda mensal do Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), que é considerado uma espécie de "prévia" do PIB, neste ano. Em fevereiro, o indicador já havia recuado 0,39% e, em maio, havia caído 1,48% (dados revisados).

Para a presidente "só existem dois caminhos" para que o Brasil se torne uma nação desenvolvida: educação e emprego. ?Tem de ter educação e emprego pra todo mundo e de qualidade. Pais rico é pais sem miséria?, disse, repetindo o slogan do seu governo.

Bem humorada, a presidente lembrou à plateia, formada principalmente por jovens, que hoje é sexta-feira 13.

?Hoje é uma sexta-feria 13 e eu quero dizer que estamos provando aqui que uma sexta-feira 13 é dia de alegria e sorte?, afirmou. ?Alegria para vocês, sorte para o Brasil. Vocês dão sorte para o Brasil?.

Fonte: G1