'Não fui muito ou pouco atacada, fui o centro do debate', afirma Dilma

'Não fui muito ou pouco atacada, fui o centro do debate', afirma Dilma

Presidente foi alvo preferencial dos ataques adversários em debate marcado por polêmicas

Ao final do debate presidenciável promovido pela Rede Record e transmitido pelo R7 na noite do último domingo (28), a presidente Dilma Rousseff (PT) comentou a grande quantidade de pedidos de direito de resposta que solicitou durante o programa e também os ataques que sofreu dos demais candidatos.

— Não digo que fui muito ou pouco atacada, digo que fui o centro do debate. Então era justo que a mim se desse o direito de responder às críticas feitas. Por isso pedi tantos direitos de resposta. Seria mais fácil um debate que tivesse mais tempo quando qualquer um fosse mencionado.

No debate, os candidatos ao Planalto travaram embates duros entre si, marcados por diversos pedidos de direito de resposta.

 Liderando as pesquisas de intenção de voto, Dilma foi o alvo preferencial de Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB). OS adversários tentavam ligar a petista aos escândalos de corrupção na Petrobras.

A direção do debate foi acionada quatro vezes por Dilma e uma por Marina em busca de direitos de resposta. A petista obteve uma única permissão, para retrucar uma fala do candidato Everaldo Pereira (PSC).

Marina, que se sentiu incomodada quando Eduardo Jorge (PV) revelou bastidores de sua saída do Partido Verde, não conseguiu o tempo extra para responder.

Clique aqui para curtir o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: R7