Não há condições para impeachment", diz o prefeito Firmino

A economia está em profunda depressão


Image title

O prefeito de Teresina, Firmino Filho (PSDB), participou durante a sexta-feira de uma série de inaugurações na capital, que comemora, neste domingo, 163 anos, e se manifestou contra a proposta de impeachment à presidente Dilma Rousseff (PT), defendida pela oposição. Ele declarou que existe uma crise no país, mas acrescenta que não há condições para que haja a retirada da presidente.

"Eu acredito que vivemos uma crise monumental econômica e política, mas precisamos encontrar uma saída para tudo isso. Compreender que estamos no mesmo barco. A economia está em profunda depressão, o desemprego está aumentando, os investimentos caindo, as vendas diminuindo. 

É necessário ter na elite política um entendimento, uma visão estratégica. Eu não acredito que existam condições para impeachment hoje. Não existe até agora algo preciso que tenha comprometido a presidente, mas se isso acontecer, todas as medidas devem ser tomadas. Ao mesmo tempo, não existem condições políticas para que isso aconteça. Não podemos fazer com que uma crise política pare o país", disse.

Firmino Filho defende ainda em sua fala, uma divisão justa para os recursos do Governo Federal destinados aos municípios. "Temos sofrido muito com essas cargas que tem chegado e hoje os gastos com saúde e educação somam 60% da receita corrente líquida. Assim so-bra menos pra gastar em mobilidade urbana, que se tornou um problema, e outras áreas", disse.

O prefeito Firmino Filho aposta na construção das novas pontes e nos terminais de integração para solucionar os maiores problemas na mobilidade urbana no município. O gestor justifica ainda as críticas que tem recebido pelas mudanças realizadas em várias vias da capital, segundo ele, medidas como essa são decisivas para as transformações e desenvolvimento da capital.

Fonte: Jornal Meio Norte