"Não há crise nenhuma", afirma Dilma em entrevista a revista

A presidente concedeu uma entrevista à revista Veja

A presidente da República, Dilma Rousseff (PT), em entrevista concedida à revista Veja, publicada neste sábado, afirmou que "não há crise nenhuma. Perder ou ganhar votações faz parte do processo democrático e deve ser respeitado. Crise existe quando se perde a legitimidade." Ela se refere às recentes tensões envolvendo o governo e a base aliada, que impediu, entre outras coisas, a votação da Lei Geral da Copa. "Você não tem de ganhar todas.

O Parlamento não pode ser visto assim. Em alguma circunstância sempre vai emergir uma posição de consenso do Congresso que não necessariamente será a do Executivo", defendeu a presidente.

Dilma também disse que o País está em uma posição diferente em relação aos países ricos. "O Brasil não quer mais ser visto como destinação de capital especulativo ou apenas como mercado consumidor dos produtos que eles exportam", ressaltou. Ela concordou que é necessária a diminuição de impostos. "Os empresários reclamaram que os impostos cobrados no Brasil inviabilizam as melhores iniciativas e impedem que eles possam competir em igualdade de condições no mundo. Eu concordo. Temos de baixar nossa carga de impostos", afirmou.

A presidente destacou ainda as oportunidades oferecidas pelo mercado chinês. "Eles estão mudando seu foco aceleradamente para atender às demandas do mercado interno. De ameaça, a China pode se tornar oportunidade de mercado também para as exportações brasileiras de manufaturados."



Fonte: Terra, www.terra.com.br