"Não vou deixar que o Brasil volte ao que era", diz Lula à Rádio MN

Ex-chefe de estado afirmou que já fez sua contribuição

O ex-presidente Luiz Inacio Lula da Silva concedeu entrevista exclusiva na manhã desta quinta-feira (22) para a jornalista Cinthia Lages, ao vivo para mais de três milhões de ouvintes através da Rádio Meio Norte FM e Boa FM, do Sistema Meio Norte de Comunicação

Image title

Na entrevista, o ex-chefe de estado afirmou que já fez sua contribuição para construir um país melhor e que torce para que apareçam novos gestores, no entanto, declarou que se está preparado para novos desafios e que observa tudo do “banco de reserva”.

“Eu já cumpri com a missão da minha vida e apesar de tudo que se escreve eu tenho consciência de que poucos presidentes fizeram o que eu fiz pelo Brasil e só fiz por que tive ajuda do povo que me apoiou e acreditou em mim. O povo brasileiro percebeu que o país já mudou e agora nós temos que torcer para aparecer novas lideranças, pessoas mais preparadas e com mais força, mas eu quero deixar claro que eu estou me cuidando e não vou deixar que o país volte ao que era antes. Eu estou na área, no banco de reserva, olhando o jogo e preparado para qualquer situação. Estou na pista para 2018”, declarou.

Ele afirmou que é preciso torcer para que haja uma evolução na política brasileira, pois sem ela a situação pode piorar. “Eu peço para que as pessoas aprendam a viver democraticamente. Eu peço que as pessoas respeitem a presidente Dilma Rousseff, pois ela representa uma instituição e nós temos que aprender que respeito é bom e todo mundo quer e precisa”, disse.

Lula considera um absurdo a abordagem feita pela oposição em tentar promover a todo custo um impeachment contra a presidente e que não há motivos para que isso aconteça. Ele acrescentou que procura ouvir sempre as pessoas para tomar decisões mais coerentes.

“Eu tenho muita paciência, aprendi muito quando fui presidente. Alguns veículos de comunicação escrevem matérias pesadas contra mim querendo que eu fique nervoso, mas para não estragar meu dia eu não leio o que escreviam sobre mim. Eu sempre vou conversar com o povo”, considerou.

O ex-presidente recebeu título de cidadania piauiense e teresinense na tarde de quarta-feira (21) em solenidade realizada na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) e revelou ter um carinho muito especial pelo Piauí. Ele acrescentou que ainda deseja voltar em breve ao estado e passar uma temporada no Delta do Parnaíba.


Image title

Fotos: Efrem Ribeiro

Fonte: Portal Meio Norte