Nestor Cerveró é vaiado e 'xingado" em voo que o trazia para o Rio

Cerveró usará tornozeleira eletrônica e ficará em prisão domiciliar

Nestor Cerveró, ex-diretor internacional da Petrobras que estava preso há um ano e meio na capital do Paraná por conta da Operação Lava Jato, foi vaiado e xingado de "bandido"e "ladrão" por passageiros do voo da Gol que se dirigia para o Rio nesta sexta-feira (24).

Como parte do seu acordo de delaçao, Cerveró usará tornozeleira eletrônica em uma residência em Petrópolis, região Serrana do Rio de Janeiro.

O delator chegou por volta do meio-dia no Aeroporto Internacional do Galeão e saiu num veículo da Polícia Federal sem passar portanto pela área de desembarque onde se encontravam várias equipes de reportagem.

Segundo Benely dos Santos, 56 anos, que estava presente no voo, os passageiros souberam da presença de Cerveró ainda em Curitiba, mas que só se manifestaram após a areonave aterrisar. "Quando pousamos o pessoal não se conteve, começou a fotografar e gritar "bandido!", "ladrão!"É uma revolta com a impunidade. Ele fez o que fez e volta ao Rio com privilégios. Tinha que encarar a sociedade e devolver tudo o que roubou", disse.


Nestor Cerveró ficara em prisão domiciliar no Rio
Nestor Cerveró ficara em prisão domiciliar no Rio





Fonte: Com informações do IG