'Ninguém vai tirar legitimidade que voto me deu', afirma Dilma

'Eu respeito a democracia do meu país, respeito o voto', afirmou

Image title


A presidente Dilma Rousseff (PT) afirmou na tarde desta sexta-feira (7) que "ninguém vai tirar a legitimidade que o voto me deu", em resposta às manifestações a favor do impeachment e pela realização de novas eleições.

"Esse país é uma democracia, e uma democracia respeita sobretudo a eleição direta pelo voto popular. Eu respeito a democracia do meu país, respeito o voto", declarou durante cerimônia de entrega de moradias do programa Minha Casa, Minha Vida em Boa Vista.

"Quero dizer que ao longo da vida eu passei por muitos momentos difíceis. Eu sou uma pessoa que aguenta pressão, aguenta ameaça. Eu sobrevivi a grandes ameaças", disse a presidente, repetindo o que falou durante programa do PT veiculado em rede nacional de rádio e TV na noite de quinta-feira (6).

O programa do PT gerou uma nova onda de "panelaços" pelo Brasil. Internautas postaram vídeos nas redes sociais com reações barulhentas contra a presidente. Foi a primeira vez que Dilma apareceu em rede nacional de TV desde 8 de março, quando seu pronunciamento em razão do Dia Internacional da Mulher também foi alvo de panelaço pelo país.

Ainda durante seu discurso na capital de Roraima, a presidente falou sobre as dificuldades enfrentadas pelo país. "O Brasil passa por dificuldade, mas é fato que nós somos um país muito mais forte, mais robusto. Antes, o Brasil quando havia qualquer problema externo ou interno tendia a ter dificuldade para pagar suas contas externas. Hoje, nós temos uma reserva de US$ 300 bilhões de dólares. Nós não quebramos", falou.

Fonte: UOL