No Facebook, Eduardo Campos diz que críticas do PT foram "ataque covarde"

Texto na conta do PT na rede social chama o governador de "mimado".

O governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, escreveu em seu perfil no Facebook nesta quarta-feira (8) que as críticas que recebeu em texto publicado na conta do PT na mesma rede social foi "ataque covarde". O artigo publicado pelo PT nesta terça chama o governador de "tolo" e "playboy mimado".

Em sua resposta, Campos cita nota publicada pelo vice-presidente nacional do PSB, deputado Beto Albuquerque, que classificou as críticas do PT de "desespero".

"A esta altura do dia, a maior parte de vocês deve ter tido conhecimento do ataque covarde desferido contra mim. Não irei me pronunciar sobre o assunto, tudo o que é preciso dizer foi dito pelo vice-presidente do meu partido, o deputado Beto Albuquerque, na nota em anexo", escreveu o governador.

Campos rompeu com o governo Dilma Rousseff em setembro, quando entregou os cargos que o PSB ocupava na administração federal, "em face da possibilidade de, legitimamente, poder apresentar candidatura à Presidência em 2014", segundo carta entregue na ocasião pelo governador à presidente.

Também nesta quarta o vice-presidente nacional do PT, Alberto Cantalice, disse que as críticas a Campos publicadas na conta do partido no Facebook não refletem a opinião "oficial" do PT e que são responsabilidade da equipe que cuida da conta da sigla na rede social.

Ainda em sua resposta ao texto petista, Campos disse que "enquanto os cães ladram, a nossa caravana passa".

"Em respeito às inúmeras pessoas que mandaram mensagens, direi apenas que sigo firme no debate de alto nível sobre o Brasil, sobre a construção de uma nova política que transforme verdadeiramente a vida das pessoas e do País. O resto a gente ignora. Porque, enquanto os cães ladram, a nossa caravana passa", concluiu Campos.

Fonte: G1