No Nordeste, 22% dos eleitores recebem Bolsa Família

No Nordeste, 22% dos eleitores recebem Bolsa Família

O Ibope ouviu 2.002 eleitores em 141 cidades do país entre 31/05 e 03/06.

Pesquisa Ibope encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S.Paulo" aponta que 22% dos eleitores da região Nordeste são diretamente beneficiados pelo programa Bolsa Família. Na região Norte/Centro-Oeste, esse percentual cai para 8%. No Sudeste, 7% são beneficiados pelo programa, enquanto no Sul são 5%.

O Ibope ouviu 2.002 eleitores em 141 cidades do país entre os últimos dias 31 de maio e 3 de junho. A pesquisa foi feita para detectar a intenção de voto do eleitorado e mostrou Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) empatados com 37% das preferências cada. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Considerando a renda familiar, o Ibope mostrou que 25% dos eleitores que têm renda de até um salário mínimo são diretamente beneficiados pelo Bolsa Família.O benefício também atinge 13% dos que ganham entre um e dois salários; 4% dos que ganham entre dois e cinco mínimos e 2% dos que recebem mais de cinco salários mínimos, ou seja mais de R$ 2.550.

Analisando a escolaridade dos beneficiários, a maior faixa está entre os que têm até a quarta série do ensino fundamental, 4%. Somente 1% disse ter ensino superior.

Segundo dados no site do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, o Bolsa Família é um programa de transferência direta de renda, com benefício no valor entre R$ 20 e R$ 200, para famílias em situação de pobreza (renda mensal por pessoa de R$ 70 a R$ 140) e extrema pobreza (renda mensal por pessoa de até R$ 70).

Dados da semana passada divulgados pelo governo indicaram que, em todo país, o Bolsa Família atende 12,4 milhões de famílias, totalizando R$ 49,2 milhões de beneficiários - cerca de 25% da população brasileira.

Em todo o país, 11% dos entrevistados disseram ser beneficiados pelo Bolsa Família ? os dados do Ibope se referem apenas a eleitores. As informações do governo federal se referem a todos os beneficiários, eleitores ou não, inclusive crianças que recebam o benefício.

Um por cento os ouvidos na pesquisa disse ser beneficiário do Programa "Minha Casa, Minha Vida" e 3% afirmaram receber remédios gratuitamente. 83% dos entrevistados disseram não ser beneficiados por nenhum programa social do governo federal e 1% não sabia ou não quis responder.

Segundo a pesquisa, entre os demais programas sociais do governo federal - Prouni, Fies, Fome Zero, Primeiro Emprego, Inclusão Digital, Luz Para Todos -, o índice de eleitores que declarou ser beneficiado não atingiu 1%.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob protocolo número 13642/2010.

Fonte: g1, www.g1.com.br