No rádio, Dilma e Serra minimizam os ataques

Candidatos estão explorando as biografias

Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB), candidatos à presidência da República, minimizaram os ataques e aproveitaram o horário eleitoral gratuito veiculado no rádio na manhã desta terça-feira (12) para explorar suas biografias. Neste feriado de Nossa Senhora Aparecida e Dia das Crianças, vozes infantis também fizeram parte das propagandas.

"O jogo político é sempre perverso quando se tem por trás a ambição do poder. Nesta campanha, a oposição tem extrapolado todos os limites na tentativa de desqualificar a já reconhecida capacidade e até a vida pessoal de Dilma", afirmou um dos locutores do programa petista antes de ser apresentada, de forma detalhada, a trajetória de vida da candidata.

"Hoje é um dia especial. É o Dia da Criança e o Dia de Nossa Senhora Aparecida. Dia de graça, agradecimento, fé, esperança e reflexão sobre o nosso presente e o nosso futuro. Por isso, venho renovar o meu compromisso com as crianças do Brasil", afirmou Dilma que prometeu dar oportunidades para que elas se tornem "cidadãs felizes e plenamente realizadas". O programa foi encerrado com duas meninas, uma cantando o jingle de campanha e outra elogiando a petista.

Por sua vez, José Serra, destacou o programa "Mãe Brasileira", que pretende oferecer assistência às gestantes em todo o País. A presença de dois professores em sala de aula e as propostas para o ensino técnico e profissionalizante também foram lembradas. A história do candidato foi contada em ritmo de samba e forró.

O programa tucano comparou a vida de Serra e Dilma no ano de 1998. "Dilma Rousseff inaugura em Porto Alegre uma lojinha de produtos importados, tudo por R$ 1,99. A lojinha quebrou. (Em) 1998 José Serra também quebrou, quebrou a patente de medicamentos internacionais usados para o tratamento da aids. Entendeu a diferença?", questionou o locutor.

O tucano falou sobre o receio que as pessoas estão em votar nele por terem medo de que não continue os projetos do presidente Lula. "Pra mim, não importa quem começou, nem quem é o autor da ideia. Se está funcionando, eu dou força, continuidade, eu melhoro. E fico em cima para a coisa funcionar de verdade", disse Serra.

A propaganda serrista destacou ainda a participação de Serra no debate promovido pela TV Bandeirantes no último domingo (10), dizendo que ele "deu de 10 na Dilma". Crianças finalizaram o programa cantando o jingle do candidato e pedindo votos para o "tio Serra". "Então pede para sua mãe, pede pro seu pai, vamos votar no tio Serra", disseram.

Fonte: Terra, www.terra.com.br