No Senado, Requião diz que "perdeu a paciência" com repórter

No Senado, Requião diz que "perdeu a paciência" com repórter

Requião chegou a esclarecer que a utilizava a soma para pagar as ações que responde na justiça

Em discurso em plenário, o senador Roberto Requião (PMBD-PR) disse na tarde desta terça-feira (26) que perdeu a paciência ao ter de responder pela terceira vez a um questionamento referente à aposentadoria que recebe como ex-governador do Paraná. O ex-governador ainda comparou sua indignação à de Jesus Cristo.

Requião chegou a esclarecer que a utilizava a soma para pagar as ações que responde na justiça, mas se enfureceu com a pergunta, arrancou da mão do jornalista o gravador e apagou a entrevista da memória do aparelho.

?Perdi a paciência. Reconheço que ontem perdi a paciência, porque pelas razões que passo a relatar. No plenário, fui procurado por um repórter da Rádio Bandeirantes. Assunto: Risco de alta da inflação. Respondi perguntas sobre o tema e, na sequência, o repórter busca vincular a inflação a pensão que eu recebe por ter sido três vezes governador do Paraná. Também respondi as perguntas dele sobre o tema e, na sequência, o repórter busca vincular a inflação à pensão que eu recebo por ter sido três vezes governador do Paraná. Também respondi as perguntas dele sobre o assunto. Respondi uma. Respondi duas e na terceira vez, irritei-me com a insistência, entendi que não era mais uma entrevista, que havia nas perguntas doses de provocação ao estilo "CQC" ou "Pânico", como que me extorquir respostas, não para esclarecer o tema, mas para acuar o entrevistado ao modelo destes programas. Foi quando perdi a paciência e peguei o gravador do repórter. Por que o fiz? Para que ele não a editasse a entrevista, não a picotasse, não desfigurasse. Peguei o gravador, copiei a entrevista e publiquei na integra em minha pagina na internet. Quem quiser saber como foi a entrevista acesse a pagina e ouça: robertorequiao.com.br?, declarou o senador.

No site do senador, ao lado do link para baixar a entrevista, há a seguinte descrição: "Não me acusem de censura. Aqui a entrevista que eu não quis que a Band divulgasse. É minha, divulgo eu, na íntegra e sem edição. "

Requião comparou ainda sua ação de indignação com a de Jesus Cristo. ?Há momentos que a indignação é uma virtude como foi a do Cristo ao responder aos vendilhões do templo?, afirmou.

Ao ouvi-lo, o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) sugeriu uma reação de conciliação com o repórter de reconhecimento do erro, enquanto o senador Lobão Filho (PMDB-MA) disse que compreendeu o ?momento? do parlamentar.

?Às vezes, a indignação é santa. Temos que por ao fim este ?bullying? público?, afirmou Requião.

Entenda o caso

Nesta segunda-feira (25), o senador Roberto Requião tomou o gravador do repórter Victor Boyadjian, da rádio Bandeirantes. O senador depois devolveu o gravador ao jornalista, mas sem o chip. Posteriormente, o filho de Requião devolveu o chip ao jornalista, mas já com a entrevista apagada.

A ação ocorreu logo depois que o jornalista o questionou sobre a aposentadoria que recebe como ex-governador do Paraná. No final da gravação é possível ouvir Requião ameaçando o jornalista. ?Já pensou em apanhar, rapaz??, diz o senador. ?Peraí que eu vou desligar?, responde o jornalista. ?Você não vai desligar p... nenhuma. Eu vou ficar com isso aqui?, disse.

Fonte: UOL