No último pronunciamento, Lula usa tom de despedida

Presidente carrega na emoção e diz que país tem encontro marcado com o sucesso

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva fará nesta quinta-feira (23) seu último pronunciamento à nação e, além de apresentar um balanço de sua gestão, pedirá à população que apoie a sucessora Dilma Rousseff.

Lula, que deixa o cargo em 1º de janeiro após dois mandatos, exaltará que sua origem popular o ajudou a fazer um governo que atendesse a todas as camadas da população.

Lula discursará em rede nacional de rádio e TV e, segundo relato de um assessor à Reuters, ele dirá que provou ser possível governar para todos.

- Mostramos que é possível e necessário governar para todos, e quando isso acontece é um ganho para o país.

Numa aparição por volta das 20h, com duração de pouco mais de dez minutos, o presidente fará um depoimento carregado de emoção, e pedirá aos brasileiros que não o questionem sobre seu futuro, mas se questionem sobre o futuro do país.

Lula dirá à nação que sua trajetória de vida - um operário pobre, com pouco estudo, que chegou à Presidência da República - serve para que todos possam alimentar seus sonhos e se superar. O pronunciamento foi gravado na segunda-feira (20), pouco antes de ele se reunir com a comissão executiva do PT.

O presidente apresentará tabelas e estatísticas para falar dos avanços do governo, listará obras como a transposição do Rio São Francisco, as futuras hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio, que estão sendo construídas no leito do Rio Madeira, e voltará a dizer que o Brasil conquistou seu "passaporte para o futuro" com a descoberta do pré-sal.

Lula repetirá que seu governo não se preocupou apenas com a elite e que agiu pensando em todos os brasileiros.

Apenas Dilma será citada nominalmente pelo presidente, e ele dirá que a sucessora tem "competência" para governar o Brasil e é a pessoa "que mais do que ninguém conhece o que foi feito no Brasil".

- Agora, estamos provando ao mundo e a nós mesmos que o Brasil tem um encontro marcado com o sucesso.

Fonte: R7, www.r7.com