Dilma: Nova presidente da Petrobras saberá ampliar resultados

Dilma: Nova presidente da Petrobras saberá ampliar resultados

Graça Foster tomou posse nesta segunda no comando da empresa.

A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (13) que a nova presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, dará “continuidade” e “saberá ampliar” os resultados alcançados pela empresa nos últimos anos. Em discurso durante a cerimônia de posse, no Rio de Janeiro, Dilma falou sobre o papel da empresa de petróleo no desenvolvimento do Brasil.

“Com a Graça na presidência, a Petrobras estará em boas mãos. Conheço bem a capacidade de trabalho e a competência que a Graça dedica não só a esta empresa, mas a tudo o que faz em sua vida profissional”, disse Dilma.

O fato de Graça Foster ser a primeira mulher a comandar a Petrobras desde sua criação foi destacado pela presidente Dilma Rousseff.

“Venho na condição de primeira presidenta eleita no Brasil para assistir a posse da primeira mulher presidenta de uma empresa de petróleo e gás no mundo. Venho para cumprimentar uma profissional competente por sua ascensão a um cargo importante por absoluto merecimento, depois de 31 anos de trabalho nesta empresa”, afirmou.

Maria das Graças Foster substitui a partir desta segunda José Sérgio Gabrielli, que ocupava o cargo desde 2005. Casada e mãe de dois filhos, Graça Foster foi secretária de Petróleo e Gás do Ministério de Minas e Energia, então comandado pela presidente Dilma Rousseff, entre 2003 e 2005. Ela tem 58 anos.

A executiva entrou na Petrobras em 1978 como estagiária no Cenpes, no setor de lubrificantes, aditivos e graxas. O primeiro cargo como funcionária foi como engenheira de perfuração. Um dos principais desafios da nova presidente da Petrobras será executar o plano de negócios da empresa, que prevê investimento de R$ 225 bilhões, e comandar a exploração do petróleo na camada pré-sal.

De acordo com Dilma Rousseff, o crescimento da Petrobras deve ser acompanhado do desenvolvimento do Brasil. A presidente elogiou os resultados da política de obrigatoriedade de um percentual local nas compras feitas pela Petrobras e disse que os investimentos da empresa estão orientados para "fortalecer toda a cadeia produtiva" no país.

“A Petrobras investirá no Brasil porque este país é sua fonte de energia, fonte do petróleo e do gás que extrai e produz e aqui mesmo tem o seu maior e mais importante mercado. É isso o que é o Brasil e a Petrobras: dois grandes parceiros”, disse Dilma. “A Petrobras é poderosa em escala mundial e é estratégica dentro do Brasil.

Felizmente, sobreviveu a todos os ventos privatistas e persistiu como empresa brasileira, com o controle do povo brasileiro, e hoje exerce papel fundamental no nosso processo de desenvolvimento”, declarou Dilma.

Fonte: g1, www.g1.com.br