Nove municípios no Brasil elegem neste domingo seus novos prefeitos

Nove municípios no Brasil elegem neste domingo seus novos prefeitos

As eleições de 2012 nessas cidades foram anuladas

Os eleitores de nove municípios brasileiros voltam às urnas para escolher os novos prefeitos neste domingo. As eleições suplementares ocorrerão em Eugênio de Castro e Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul; Sidrolândia e Bonito, no Mato Grosso do Sul; Camamu, na Bahia; e Balneário Rincão, Campo Erê, Criciúma e Tangará, em Santa Catarina. Essas cidades ainda estão sendo administradas interinamente pelos presidentes das câmaras de vereadores. As votações ocorrem das 8h às 17h, no horário local de cada cidade.

As eleições do ano passado foram anuladas nestes locais porque os candidatos que concorreram com registro de candidatura rejeitado obtiveram mais de 50% dos votos válidos. Em vista disso, a Justiça Eleitoral cancelou as votações. Aprovada em 2010, a Lei da Ficha Limpa foi aplicada pela primeira vez na eleição passada, impedindo que políticos condenados tomassem posse.

Rio Grande do Sul

No Rio Grande do Sul, o destaque fica por conta de Novo Hamburgo, o sétimo maior colégio eleitoral Estado, com mais de 177 mil eleitores. José Luiz Lauermann (PT) e Paulo Roberto Kopschina (PMDB) disputam a prefeitura do polo calçadista gaúcho, após a Justiça Eleitoral ter anulado o pleito de 2012. O ex-prefeito Tarcísio Zimmermann (PT) venceu a eleição, mas foi impedido de tomar posse por ter sido enquadrado na Lei da Ficha Limpa.

Em Eugênio de Castro, no noroeste gaúcho, os eleitores retornam às urnas para escolher entre Horst Daltro Steglich (PSDB) e Sirlei Maria Reginaldo (PP). Com o diploma cassado pela Justiça eleitora, Roberto Bruinsma (PP) não pode assumir a prefeitura da cidade da região das Missões.

Santa Catarina

Em Criciúma, a disputa ficou pulverizada com seis concorrentes: Américo Ricardo de Faria (DEM), Cíntia Teixeira (PSTU), Fábio André Brezola (PT), Márcio Burigo (PP), Rodrigo Maciel (PCB) e Ronaldo Benedet (PMDB).

Clésio Salvaro (PSDB), que foi candidato à reeleição, foi considerado inelegível pelo TSE com base na Lei da Ficha Limpa. Salvaro recebeu 76% dos votos nas urnas nas eleições de outubro de 2012.

Em Balneário Rincão, ao sul do Estado, os candidatos são Décio Góes (PT) e Jairo Custódio (PMDB). Góes venceu a eleição para prefeito em outubro passado, mas seus votos não foram computados por ele ter sido enquadrado na Lei da Ficha Limpa. Como a punição de oito anos sem direitos políticos, prevista na legislação, terminou no dia 31 de dezembro de 2012, Góes pode concorrer novamente.

Em Campo Erê, no oeste catarinense, o candidato à reeleição em outubro do ano passado, Odilson Vicente de Lima (PR), teve o registro indeferido com base na Lei da Ficha Limpa. Itamar Andreatta (PSD) e Rudimar Borcioni (PT) concorrem a prefeito neste domingo.

Com 7.009 eleitores, Tangará volta às urnas para escolher o novo prefeito Euclides Cruz (PSD) e Girlene Borsói (PMDB).

Mato Grosso do Sul

Em Bonito, polo turístico do centro-oeste brasileiro distante 260 quilômetros de Campo Grande, Geraldo Marques (PDT) teve o registro de candidatura cassado pelo TSE e não pôde ser diplomado. Ele teve 6.611 votos, o que correspondeu a 52,05% dos votos nominais. Duas chapas disputam o voto dos 16.040 eleitores da cidade nas novas eleições deste domingo. Concorre pelo PTdoB Leonel Lemos de Souza Brito (Leleco) e Odilson Soares, do PSDB.

A 300 quilômetros da capital, Sidrolândia tem 26.910 estarão aptos a votar. São candidatos à prefeitura Ari Basso (PSDB) e Acelino Cristaldo (PMDB).

Bahia

Na cidade baiana de Camamu, que fica no sul do Estado, cerca de 24 mil eleitores do município voltarão às urnas para escolher uma entre as seis chapas. Dos cinco candidatos que concorreram nas eleições majoritárias em outubro de 2012, quatro tiveram as candidaturas negadas. Desses, três desistiram de entrar com recurso no TSE e um, Zequinha da Mata, que concorria pelo PP, renunciou um dia antes do pleito, lançando como substituta a irmã Emiliana de Zequinha da Mata (PP). Além de Emiliana, mais um candidato que disputou em 2012 e volta nesta nova eleição é Chico Vasconcelos (PMDB). Também concorrem a prefeito Luiz Oliveira da Luz (PRB), Noélia Maria Nascimento da Silva (PRP), Francisco Vasconcelos (PMDB) Deroakson Mattos Rosa (PHS) para prefeito.

Outras eleições

Além das eleições deste domingo, já estão agendados novos pleitos em 14 municípios. No dia 7 de abril, os eleitores voltas às urnas em Pedra Branca do Amaparí (AP); São João do Paraíso, Biquinhas, Diamantina e Cachoeira Dourada (MG); Joaquim Távora (PR); Serra do Mel e Caiçara do Rio do Vento (RN); Muquém do São Francisco (BA); Coronel Macedo, Eldorado e Fernão (SP); e Tucunduva e Sobradinho (RS).

Fonte: Terra, www.terra.com.br